Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A praia de Mangualde abre amanhã

por Afonso Azevedo Neves, em 14.06.11

 

Consta que o Presidente da Câmara de Mangualde gosta de praias e tanto gosta que resolveu dotar Mangualde de uma. Ora uma praia em Mangualde é, só pode ser, um elemento essencial para o desenvolvimento turístico de uma região que nada tem para mostrar. Mangualde é tristemente amaldiçoada por uma paisagem montanhosa, ribeiros, arvoredo vário e restantes mas previsíveis elementos naturais, como passarada típica da terra e bicharada a condizer. Mangualde soma a este triste quadro uns horrendos solares do sec. XVII e Sec. XVIII bem como demais arquitectura típica destas terras mas, felizmente, já despontam alguns exemplos da moderna arquitectura dos espíritos mais abertos e inspirados no jogo Tetris.

 

Quanto ao resto e o resto é que importa, nem uma gaivota, nem uma palmeira, nem uma barraca de bolas de berlim, nem uma língua da sogra que traga para Mangualde os sadios ventos da civilização que tornou Bora-Bora e Albufeira destinos tão desejados no mundo inteiro e também em Mangualde. Impunha-se uma praia como as que existem nas cidades do Japão só que sem japoneses mas com efeitos especiais.

 

O sortudo que visitar a Praia de Mangualde terá no entanto que manter os olhos colados no firmamento pintado no paredão à frente da piscina, sem olhar muito para cima ou para os lados não se dê o caso de ser surpreendido pela ramagem e, com alguma prática, poderá imaginar que aquele bocadinho de Fonte da Telha está em permanente maré baixa ou que o vasto areal não parece o terreno abandonado do Tio Zeca e tudo isto por 5 Euros ao dia. É de graça.

 

Há quem pense, maldosamente, que Presidente da Câmara gosta tanto de praias que resolveu criar uma ameaça de praia em Mangualde, uma mistura entre piscina e baldio, para mostrar definitivamente que Mangualde está irremediavelmente amaldiçoada por não ter calhado à beira-mar, somando a isto a tortura de um concerto de Toni Carreira por mais 10 euros para sublinhar a tragédia.

 

Já eu recuso-me a acreditar.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Pedro Peixoto a 15.06.2011 às 10:05

E o terreno estava melhor rentabilizado? E no final dos 6 anos todas as infraestruturas ficam para a câmara! Por favor, não deixe que esse seu sentido crítico o deixe cair no ridículo. Este foi um bom negócio. 
Sem imagem de perfil

De André a 15.06.2011 às 10:24


Perdão? Cair no ridículo?

Curioso... será tão ridículo como a clausula que determina que a empresa privada explora a piscina no verão e o CM Mangualde no inverno, faz sentido não é? E a segurança 24 horas, abastecimento de àgua, a construção de um palco, com o minímo de “22 metros de boca e 9 metros de profundidade, apoiado por um backstage, com, pelo menos, três camarins e dois WC’s”; estrutura eléctrica e rede de abastecimento de água, e a vedação de todo o recinto e, ainda, ceder, adicionalmente, o espaço para o estacionamento de 40 viaturas para uma zona VIP e para a empresa organizadora que fica tudo a cargo da CM? 1 milhão de euros para uma Autarquia como Mangualde? Acha mesmo que vai haver retorno? E o facto da autarquia assumir o risco de perda de receita sem sequer terem a preocupação fazer um estudo de viabilidade antecipadamente, são tudo indicativos de um bom investimento que irá trazer imenso retorno, tal como todas as outras PPP's, não é? Faz lembrar o contrato maravilhoso do TGV com a Mota-Engil ou aquele da Lisnave... mas efectivamente o ridículo recai sobre mim porque continuo a pagar impostos que suportam estas decisões "estratégicas" de grande "visão"...
Sem imagem de perfil

De Pedro Peixoto a 15.06.2011 às 10:44

Está novamente equivocado, o investimento de 1 milhão de euros é privado e ficará para a Câmara depois dos 6 anos. Para uma autarquia como a de Mangualde (como você diz) já é um grande retorno, ou acha que essas despesas que mencionou chegam a este valor? 

Comentar post