Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




too good to be true?

por DBH, em 16.06.11

É a melhor fotografia dos motins que aconteceram em Vancouver quando, por um jogo de hockey perdido, a cidade cidade foi varrida por distúrbios, carros incendiados, polícia de choque.

 

Pode ser uma entrada directa para a galeria das "iconic photos", da captura do "momento", e deu origem aos títulos "make love not war"ou"love in the time of rioting", na Esquire.

 

 

Agora, graças a uma outra fotografia publicada no twitter, desconfia-se que "o momento" poderá ter sido encenado. De qualquer forma, como foto ou como embuste, vai para a história do fotojornalismo.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De vai prá histoira? a 16.06.2011 às 22:40

tchê isso é qué capacidade de pré visão
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.06.2011 às 22:58

... pois, pois, too good, too good oh yeah! Oh mas que good!
Sem imagem de perfil

De MBO a 16.06.2011 às 23:08

É claro que é pose para a foto.


Já agora uma adivinha
http://medicinasupraciliar.blogspot.com/2011/06/quem-e.html
Sem imagem de perfil

De pedro oliveira a 16.06.2011 às 23:39

Uma análise à imagem, à focagem e desfocagem, às roupas utilizadas pelo casal (qual é a temperatura em Vancouver?) às sombras, etc, mostram-nos, inequivocamente, tratar-se dum embuste.
Por outro lado, mostra-nos uma atitude incolaborante da menina, os joelhos unidos dela parecem-nos indicar que não é não...
Sem imagem de perfil

De Sou eu a 16.06.2011 às 23:59

Este país é um país de injustiças em tudo:"Apesar de terem um sistema remuneratório equivalente ao dos restantes funcionários públicos, os trabalhadores do Fisco recebem, anualmente, um prémio de produtividade indexado à cobrança coerciva de impostos que acaba por representar um valioso complemento salarial.artigo 48º do diploma –, o Ministério das Finanças propõe que os dirigentes passam a receber o dobro (84% da remuneração base) e os chefes de finanças 1,5 vezes mais (52,5%). "Mas porquê que estes gajos recebem comissões e os outros funcionarios não?Se é o trabalho deles para quê pagar comissões para o fazerem?Alem disso,isto tudo somado quanto é que um funcionario ganha por mês?20 mil euros?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.06.2011 às 00:14


Uma questão de Insegurança


Assis me sinto tão Inseguro, e logo hoje, não sei o que se passa comigo, até parece que estou com dificuldade em dar à Costa.
Sem imagem de perfil

De To True to Be Good a 17.06.2011 às 01:11

To BEEE or not to seee

e o hífen foi-se fotojornalismo fotoelitismo

efeito fotoeléctrico fotohistoricismo

fotohistericismo fotohistrionismo
Sem imagem de perfil

De João Espinho a 17.06.2011 às 10:14


O muito famoso Sebastião Salgado também encena situações de desgraça, catástofre e fome e, também por isso, é um dos mais galardoados fotógrafos.
Esta será, portanto, mais uma fotografia de alguém que teve os meios para construir o cenário. Who cares?
Sem imagem de perfil

De Miguel A. Baptista a 17.06.2011 às 10:43

Uma das mais famosas fotografias do jornalismo de guerra, a da colocação da bandeira soviética no topo do Reichstag, foi encenada pelo seu fotógrafo o brilhante Yevgeny Khaldei, que tem a seu crédito também as melhores fotos do julgamento de Nuremberga. 
Sem imagem de perfil

De sampy a 17.06.2011 às 11:40

"Por um jogo de hockey perdido".

Ao fim e ao cabo, foi o que aconteceu. Mas há que contextualizar.

Estava em jogo a Stanley Cup, troféu do campeonato da maior liga de hockey no mundo. O vencedor é definido em playoffs, à maior de sete.

A equipa de Vancouver perdeu em casa na negra (sétimo jogo). Estava a lutar por vencer a taça pela primeira vez (o adversário já a tinha ganho por cinco vezes).

Estavam em confronto uma equipa canadense e uma dos Estados Unidos. No ano passado, nos jogos olímpicos de inverno, precisamente em Vancouver, defrontaram-se USA e CAN. Um jogo glorioso, vencido pelo Canadá. Foi uma autêntica loucura no país, e que veio cimentar o hockey como o jogo nacional dos canadenses.

Aliada à frustração desportiva, veio ao de cima uma tensão social algo elevada que existe naquela cidade, pois que tem sido das zonas do país mais atingidas pelo desemprego e pela devolução das casas aos bancos.
Sem imagem de perfil

De DBH a 17.06.2011 às 12:10

Muito bem contextualizado, obrigado.

Comentar post