Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Uma evolução espectacular"

por Nuno Gouveia, em 29.06.11

Como diria Almeida Santos, estava tudo a correr tão bem no governo Sócrates: Défice público de 7,7 por cento no primeiro trimestre.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Imagem de perfil

De André Salgado a 29.06.2011 às 15:10

Se bem se entende, a péssima notícia que o Nuno Gouveia nos quer transmitir é que o défice terá baixado 1,6 em cadeia e 1,8 em termos homólogos, uma vez que os 7,7 comparam com os 9,3 do último trimestre de 2010 e com os 9,5 do período homólogo do ano passado. Certo?
Mais:
1. O objectivo para o ano de 2011 é difícil e muito exigente. E estamos a falar no trabalho de consolidação a realizar ao longo de um ano. Pretender que já lá se estivesse, de uma só vez e num trimestre, seria para rir, não fora o constrangimento pela patetice.
2. Para os mais esquecidos: esta redução no primeiro trimestre foi conseguida ANTES e SEM as medidas previstas no PEC IV, que o PSD chumbou por "inaceitáveis". Remember?
3. Com o acordo celebrado com a troika - que o PSD subscreveu - não há desculpas para não atingir as metas propostas e estabelecidas, certo?
4. Se o governo quer ir mais além por vontade própria, se foi pressionado pela balbúrdia de Bruxelas para ir mais longe que o acordo ou se duvida da sua capacidade em realizar a consolidação orçamental necessária sem outras medidas adicionais, isso é uma outra história que deve ser assumida perante o país. Os portugueses dispensam a mistificação e o velho exercício de desculpas. Há um cenário novo - o acordo com a troika - e os meios para realizá-lo. Falta mostrar competência.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds