Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"pressuposto ideológico"

por Rui Castro, em 24.04.07

"Porque uma coisa é ser cardeal de corredores. Outra é ter à sua disposição uma igreja para pregar, frequentada por milhões - sobretudo quando a missa que nos quer oferecer não interessa nem ao menino Jesus. E é tal o seu desplante que até foi para o Expresso admitir que "o convite tem um pressuposto ideológico". Já se desconfiava, pois não são conhecidas a Pina Moura competências técnicas para gerir uma empresa de media. Aliás, como ele próprio admitiu, mal conhece o canal que se prepara para liderar.
Poder-se-ia supor - hipótese académica colocada pela mais ingénua das almas - que a nomeação de Pina Moura se devia à sua finíssima inteligência. Mas até nisso a entrevista ao Expresso é mortal: ninguém razoavelmente inteligente admitiria a existência de um "pressuposto ideológico", coisa honesta mas muito burra." (João Miguel Tavares, dn)


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.04.2007 às 00:37

ó peter, pá, comparar o pina moura com o balsemão é comparar o olho do cu com a feira de borba, pá. e viva o vinte cinco, pá, e abaixo os transfugas, pá, mais o pina e a zita e o lino e o vital e o resto dos traidores, pá.


camarada zé matias de albuquerque

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds