Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




serviço público de blogosfera

por Rodrigo Moita de Deus, em 01.12.11

Este é último dos primeiros de dezembro. Faz algum sentido. Há poucas razões para comemorar a independência de Portugal. Há ainda menos indpendência para comemorar em Portugal. Feitas as contas nos últimos cem anos a república faliu quatro ou cinco vezes o país. O que é um feito extraordinário. Talvez por isso valha a pena ler e ouvir com outra atenção as palavras de D. Duarte. Aqui ficam.  

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro a 02.12.2011 às 00:36

Feito ainda mais extraordinário foi termos uma monarquia que ao fim de oitocentos anos tornou este país o mais miserável da Europa. Isso é que é obra. Viva a Monarquia e o nosso Rei. Hoje há fados e toiradas reais.
Sem imagem de perfil

De 800? só se começou em 1110 a 02.12.2011 às 03:16


A matemática de Pedro o Cru
E a gramática da Moita......
Sem imagem de perfil

De Pedro a 02.12.2011 às 09:20

Épá, tens razão, isso muda tudo, retiro o que disse, ó grande Corretor Aritmético.
Sem imagem de perfil

De tric a 02.12.2011 às 02:38

misturar Salazar e a geração que o acompanhou, com a I-Republica e III-Republica, só mostra que os Monarquicos tambem não são lá muito de confiança...devem ser liberais judaicos...
Sem imagem de perfil

De Slint a 02.12.2011 às 02:58

claro... porque quando o Carlitos andava nas suas passeatas de carro no estoril, ou os seus serões no palácio da pena ou nas caçadas no alentejo e o João Franco a foder o povo, vivia-se super bem em Portugal não era? 
não sou republicano, mas prefiro 1000x a república a essa gente burra do sangue azul, um tiro na testa como fizeram aos Romanov é o que essa malta precisa.
Sem imagem de perfil

De tric a 02.12.2011 às 03:19

"claro... porque quando o Carlitos andava nas suas passeatas de carro no estoril, ou os seus serões no palácio da pena ou nas caçadas no alentejo e o João Franco a foder o povo, vivia-se super bem em Portugal não era? "
 
foda-se, mas depois vieram uns atrasados mentais, com a mania que eram civilizados, era o homem novo, era modernidade, era la putana que los pariu... esses sim é que fuderam por completo o povo...nem pão lhes deixaram para comer! e estes filhos da... são venerados por este regime! 
Sem imagem de perfil

De Indpendência sem (1e) tá mesmo pequenina a 02.12.2011 às 03:24


um tiro na testa como fizeram aos Romanov é o que essa malta precisa....lamento informar que os romanov reza a lenda foram esburacados a tiros de pistola

crânios tão ok

o buraco na nuca que saia algures (e não no frontal) são apanágio dos Trotskistas da Tcheca чрезвычáйная комиссия de 22 a 24 e dos seus sucessores Estalinistas

em 1919 a 21 desperdiçavam munição....

A data de instituição do 1º como feriado isso é que era
ó slintov tchequista já agora câmaras de gás para as moitas?

não pode é ser CO2 porque as moitas como todas as plantas (excepto as dos pés)
Sem imagem de perfil

De Escreve-se : Este é (o) último a 02.12.2011 às 03:14

2 комментарии:



" class="comment-body">

Não deixa de ser sintomático que um dia que foi uma das estrelas da hagiologia política do Estado Novo
seja defendido pela esquerda

o facto do rei de Portugal, Castela,Navarra,Aragão Catalunha e muitos domínios mais ser um senhor feudal de ascendência franca-boche-aragonesa-luso-castelhana
ou seja um super-europeu bem integrado
e um sistema fiscal ibérico centralizado

ser substituido por um terrateniente de implantação nacional e de origens também pan-europeias que era mais maleável para a aristocracia provinciana portuguesa

</dd>
</a>
Image (http://www.blogger.com/profile/16112982231217608596)
WIZ KWACHA KWACHA VENCEREMOS? (http://www.blogger.com/profile/16112982231217608596) disse...

Resumindo: Que os Américos Amorins de 1640 procurando um regime fiscal mais vantajoso para as suas finanças, tenham conseguido que a populaça (isenta fiscalmente por falta de bens),se tivesse feito massacrar às dezenas de milhares numa sucessão por secessão por manu militar que durou décadas e esgotou o já fraco tesouro nacional

Ou seja que a esquerda bloquista maoista faça ecos salazarentos é de facto admirável

olha se fosse o 1ºde Maio
O cuyaoga massacre nunca teve feriado nacional

de resto foi um feriado instituido há quantos anos?

Para que fins?

Propagandear o quê?

identidade do poviléu nacional?

ou das élites que o cavalgam?

concluindo ñº limitado de aderentes à bolsa de cu ment ários de azevede

Pois Moita não deve ser o último pois o 335º dia ou 336º em bissextos continua até 2012

o mundo só acaba em 21 de Dezembro

logo ainda temos mais um ...ó Moita da Geração Rasca mas não à rasca
Sem imagem de perfil

De Tónio Bolas a 03.12.2011 às 17:33

Seus hipócritas como o povo quer ser monarquico, se nós portugueses temos de ter o cartão neo-liberal e da república do PSD.


 Os vossos defensores são todos equivalentes ao Duarte Lima, não existe até agora monarquicos de esquerda.

Comentar post