Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




serviço público de blogosfera

por Rodrigo Moita de Deus, em 01.12.11

Este é último dos primeiros de dezembro. Faz algum sentido. Há poucas razões para comemorar a independência de Portugal. Há ainda menos indpendência para comemorar em Portugal. Feitas as contas nos últimos cem anos a república faliu quatro ou cinco vezes o país. O que é um feito extraordinário. Talvez por isso valha a pena ler e ouvir com outra atenção as palavras de D. Duarte. Aqui ficam.  


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Tónio Bolas a 03.12.2011 às 17:33

Seus hipócritas como o povo quer ser monarquico, se nós portugueses temos de ter o cartão neo-liberal e da república do PSD.


 Os vossos defensores são todos equivalentes ao Duarte Lima, não existe até agora monarquicos de esquerda.

Comentar post