Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




liberdade para Francisco Almeida

por Rodrigo Moita de Deus, em 12.12.11

É tempo de dizer basta. É tempo de acabar com a vergonhosa exploração da mão-de-obra que o PCP sistematicamente promove. É tempo de estarmos solidários com os funcionários do PCP que são vítimas inocentes desta política. É tempo de denunciar para proteger o proletariado do Partido.

Francisco Almeida é disto bom exemplo. 52 anos. Natural de Viseu. Professor por vocação. Militante comunista. Foi obrigado a tornar-se porta-voz da comissão de utentes da A25. E da A24. E da A23. Três autoestradas. Três comissões. O mesmo militante para todas. Passa horas a falar para as televisões. E nem sempre dentro do horário de trabalho. Horas extraordinárias que o partido não recompensa. Como nunca recompensou. 

 

Pobre Francisco. E como se não bastasse ainda é obrigado a acumular toda esta trabalheira com a participação noutra comissão de utentes: dos utentes dos serviços públicos de Viseu. Mais. Francisco, o mesmo Francisco, é da direcção do sindicato dos professores da região centro. E membro do secretariado nacional da FENPROF. E promotor de petições públicas em nome da sociedade civil. Um abuso.

 

A vida de Francisco Almeida no PCP nunca foi fácil. Impuseram-lhe uma candidatura à CM de Viseu em 2001. Foi mandatário autárquico em 2005, e forçado a pedir a repetição das eleições, no mesmo ano foi cabeça de lista nas legislativas. Em 2009 repetiram a maldade para depois ser mandatário em 2011.

 

Francisco é professor do ensino básico. Tem a paixão do ensino. Mas o partido não o deixa realizar a sua vocação. Como membro da direção do sindicato foi compulsivamente destacado como delegado sindical. É verdade que os contribuintes (todos nós) continuam a pagar-lhe o ordenado. É verdade que continua a ser útil à sociedade na luta contra as portagens, na defesa dos serviços públicos ou como cabeça de lista do PCP. Mas também é verdade que há anos que não entra numa sala de aula.

 

É tempo de dizer basta à flexibilidade e polivalência que o Partido Comunista impõe aos seus funcionários. É tempo de dizer basta.

Libertem Francisco Almeida!

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De LeloDasTShirtsDoPartido a 12.12.2011 às 11:24

É a única cassete em condições para aquelas bandas... Deve ser dos poucos que não tem reumático lá para as bandas da Soeiro Pereira Gomes...
Sem imagem de perfil

De KTVCI a 12.12.2011 às 11:29

As declarações de Sócrates serviram para confirmar que isto é mesmo um país de loucos (depois de já sabermos que era um país de ordinários, estúpidos, racistas, homofóbicos, cobardes e porcos).
As afirmações de Vítor Bento (que, por acaso, até está mais associado ao PSD) sobre a eternização das dívidas dos estados e as informações que tão gentilmente nos presta sobre este Francisco Almeida (associado ao PCP) levam-no a concluir que, além do mais, isto é um país de chulos.
Mais alguma informação sobre as qualidades deste nobre povo, que nos queiram revelar?
Sem imagem de perfil

De Abaças a 12.12.2011 às 11:32

Já agora podiam fazer a mesma pesquisa relativamente ao autarca que diz ser líder do movimento de utentes do SNS que também é o líder do movimento de utentes dos transportes públicos?
Obrigado pelo serviço público.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.12.2011 às 11:47

Este é um daqueles muitos professores que, como dizia o Albino Almeida, já nem sabem de que cor é o giz.
Sem imagem de perfil

De Dédé a 12.12.2011 às 12:13

Já os partidos de que o Rodrigo gosta não deixam que nada falte aos seus militantes:

Jobs for the Boys and Girls: Os novos rostos da Segurança Social  http://bit.ly/sqD4pP

Sem imagem de perfil

De tric a 12.12.2011 às 14:30

é lá !!?? este post é mesmo um trabalho de uma agência de comunicação !!! lol afinal o Governo já lhe telefonou...
Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 12.12.2011 às 14:36

De tudo o que escreveu, o que me chateia mesmo é:
"É verdade que os contribuintes (todos nós) continuam a pagar-lhe o ordenado. (...) Mas também é verdade que há anos que não entra numa sala de aula."
Quem trabalha para um sindicato deve ser pago pelo sindicato. E o sindicato deve ter como receitas as quotas pagas pelos seus membros/associados.
_
Às "comissões de utentes", que não representam quaisquer utentes e são meros grupos de acção ao serviço de partidos políticos (normalmente sempre do mesmo), só lhes dá a atenção que eles não merecem quem quer.

Sem imagem de perfil

De Eduardo Baptista a 12.12.2011 às 18:56

Eu não sei quem é Rodrigo Moita de Deus que escreveu tal texto vergonhoso e armar em esperto. Coitado valha-lhe Deus que o ajude a ver o que é o trabalho de um homem dedicado a lutar pelos interesses dos que são eternamente explorados. Eu também não conheço Francisco Almeida. Mas pela descrição, do pequeno moita de Deus, Francisco Almeida tem que ter cuidado com o cão. Não o pise!

Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 14.12.2011 às 00:32

Se há algum trabalho que o Francisco Almeida está a fazer é o do partido em que milita e que lhe diz que interesses defender e de que forma. Isso não seria um problema se fosse esse partido a pagar-lhe o ordenado.
Infelizmente, há gente que julga que, porque "sabe" melhor do os outros o que é do "interesse" destes, tudo está justificado.
Sem imagem de perfil

De Ulisses a 12.12.2011 às 19:27


Tu é que a levas Rodrigo, à hora (10:34) em que o pessoal está a vergar a mola estás tu a fazer posts aqui no 31. Ainda gostava de saber como é que ganhas a vida...
Sem imagem de perfil

De DIABO COXO a 12.12.2011 às 20:14

O PC É FAXISTA.
OU SOCIAL-FAXSTA
Sem imagem de perfil

De Eduardo Baptista a 12.12.2011 às 22:51


Este texto, ao serviço do PSD, provavelmente escrito por um dos boys desse partido (esses sim nós pagamos e pagamos bem caro os seus rochunchudos ordenados e reformas), vem na sequência das tentativas para denegrir a luta das populações. É identico ao frete que fez Miguel Relvas quando foi ao Algarve no BMW pago pelo povo para afrontar os 1600 autarcas que manifestaram unanimemente a sua repulsa pela destruição do Poder Local Democrático e das autarquias. Este coitado do Moita de Deus, faz do exemplo de trabalho de um cidadão, que se desdobra em lutas ao lado das populações uma piada de mau gosto e de profunda reacionarice. Quer esse moita de Deus dizer que se o Francisco Almeida ganhasse os ordenados que ganham os colegas boys, contratados pelo Governo para fazer o trabalho do PSD, bem pagos com os nossos impostos, isso seria elogioso porque estaria a ser bem pago. Coitado . Este Moita de Deus, é que anda ainda a querer voltar ao Séc.XIX.
Eu não sei quem é Rodrigo Moita de Deus que escreveu tal texto vergonhoso e armar em esperto. Coitado valha-lhe Deus que o ajude a ver o que é a justiça e trabalho para escapar à exploração do Homem pelo Homem, sem se por nos bicos dos pés a querer humilhar quem luta. Ele que diga quanto ganha e para quem trabalha. É claro que Moita de Deus preferia que fossem todos submissos e sabujos que lambessem as botas dos seus chefes em vez de se multiplicarem em lutas para defender o povo que anda a ser miseravelmente roubado. Eu também não conheço Francisco Almeida. Pelos vistos não é como moita de Deus gostaria. Pela descrição, do pequeno moita de Deus, Francisco Almeida tem que ter cuidado com o cão. Não o pise!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.12.2011 às 00:14

Linguagem, estilo, vocabulário, propaganda...o sr Rodrigues tem todo o aspecto de ser controleiro do partido, não?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.12.2011 às 00:15

Perdão, sr Baptista, queria eu dizer.
Sem imagem de perfil

De Eduardo Baptista a 13.12.2011 às 00:45

O Sr. que tem medo deve comprar um cão. Mas cuidado, ele pode voltar-se contra si, é que o cão é o melhor amigo do homem.

Comentar post


Pág. 1/3