Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Liberdade para João Vasconcelos

por Rodrigo Moita de Deus, em 12.12.11

Francisco Louçã foi ontem a um jantar reclamar com as portagens na via do infante. Tinha ao seu lado o presidente da comissão de utentes, João Vasconcelos. Aquele que apelou à desobediência civil. Louçã conhece bem João Vasconcelos. Vasconcelos é do Bloco de Esquerda e foi candidato pelo partido à câmara municipal de Portimão. Duas vezes. O jantar de ontem foi em Portimão. Para o Vasconcelos poupar nas portagens. Imagino.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.12.2011 às 12:09

Eu, que nem percebo de política, nem tampouco de intrigas, porque é que oscilar para a direita implica pagar o que é devido e na esquerda opta-se pelo calote?...
Sem imagem de perfil

De Slint a 13.12.2011 às 18:59

Porque é que na direita se opta por andar a ser enrabado e na esquerda se opta por lutar contra esses democratas-cristãos? 
Acho que a pergunta fica melhor assim.
Sem imagem de perfil

De João. a 12.12.2011 às 13:54

"oscilar para a direita implica pagar o que é devido e na esquerda opta-se pelo calote?..."

Sim, como obrigar a mão-de-obra a meia-hora de trabalho gratuito por mês.

Como retirar salários aos funcionários públicos depois de ter dito na campanha eleitoral que não se o faria.

Como oferecer benesses fiscais à banca.

A direita é muito boa pagadora.
Sem imagem de perfil

De João. a 12.12.2011 às 14:57

"Sim, como obrigar a mão-de-obra a meia-hora de trabalho gratuito por dia"
Sem imagem de perfil

De tric a 12.12.2011 às 14:34

se o Governo perdoa os impostos da Banca para os próximos anos, então tambem devia perdoar os Utentes das Scuts...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.12.2011 às 17:40

lol, sim, deve ser o mais certo... mais depressa perdoava os impostos das concessionárias...
Sem imagem de perfil

De p D s a 12.12.2011 às 18:12

ai foi "Aquele que apelou à desobediência civil (http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Portugal/Interior.aspx?content_id=2175959)." ???


epá, querem ver que para além disso tudo o João Vasconcelos tambem é agente da psp á paisana ????!??!?!

um mouro de trabalho !!!
Imagem de perfil

De João Pedro a 13.12.2011 às 00:20

Eu vi este senhor na televisão. Disse que a destruição de pórticos da auto-estrada se justificava porque era um gesto de desobediência civil "permitido pela constituição" quando estão em causa "direitos, liberdades e garantias". Ficamos a saber, graças a esta criatura, que viajar sem pagar é um direito fundamental, e nem sequer um dos "direitos sociais e culturais". Da próxima vez que viajar num comboio, não vou comprar bilhete, e se o revisor me disser alguma coisa, dou-lhe dois murros, já que a CRP me permite tais actos para defender o meu direito fundamental a andar em transportes públicos sem pagar.
Sem imagem de perfil

De AugustoVC a 14.12.2011 às 11:09

ó minha avantesma!


A via do infante é um bem de utilidade pública!
Pertence aos Portugueses e não a sabujas empresas privadas que só têm o lucro nos olhos!


Porco!
Imagem de perfil

De João Pedro a 15.12.2011 às 18:00

As auto-estradas pagam-se, ó inteligência! Eu pago as auto-estradas no norte, porque raio hei de suportar as despesas dos algarvios só porque estes não querem andar nas ENs? Quem é que acha que paga os custos? Cai do céu, não? 

Quanto à alusão suína não devia ser comigo: duvido que sejamos da mesma família. Se bem que a sua deva ser a asinina, dada a interpretação constitucional que faz.
Sem imagem de perfil

De AugustoVC a 14.12.2011 às 11:12


Se o dinheiro das portagens ficasse a cargo das autarquias algarvias ainda era de aceitar, agora espanhóis???


Cintra-Ferrovial (http://www.cintra.es/) !


Queimem-lhes as barbas!
Sem imagem de perfil

De Miguel Madeira a 15.12.2011 às 16:15

"Eu vi este senhor na televisão. Disse que a destruição de pórticos da auto-estrada se justificava porque era um gesto de desobediência civil "
 
Eu estava lá e tenho 99% de certeza que ele não nada disso - o que ele defendeu com base no tal direito de desobediencia civil foi que as pessoas não comprassem o indentificador e não pagassem a portagem, NÃO que destruissem pórticos.
Imagem de perfil

De João Pedro a 15.12.2011 às 18:01

Olhe que vi mesmo isso, miguel Madeira, na televisão. Não terão sido declarações em momentos diferentes?
Sem imagem de perfil

De Marco Pereira a 16.12.2011 às 08:58

Bem, percebe-se que este senhor não conhece nem a realidade do algarve e nem a realidade da A22, mas chamar  às dunas da A22 de autoestrada, é como chamar uma carrinha de 9 lugares de coupé!
Para cobrar, todos os argumentos servem, e a inveja dos tugas, alimenta esse direito de cobrança (se eu pago os outros também devem pagar), mas por vezes é pena, é não ouvir esses mesmos senhores dizer: o que eu ganho, os outros também devem ganhar...

 

Comentar post