Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Flexibilidade da espinha

por Afonso Azevedo Neves, em 20.12.11

We interviewed the Minister of Labor, Maria Helena Andre’, and she told us her suggestion for young people looking for work here was to be “open and flexible.”

 

She admits that this includes emigrating, as the Portuguese have been doing for decades.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De João. a 21.12.2011 às 00:34

É evidente que em Portugal sempre se incluiu a imigração como uma opção. O que vocês teimam em não perceber é a diferença entre a emigração ser uma opção como sempre foi, sem nenhum governo ter de sugerir ou deixar de sugerir, e ter o governo, agora, já por duas vezes, a sugerir directamente a portugueses que emigrem.
Sem imagem de perfil

De João. a 21.12.2011 às 01:10

O Rangel também já se juntou à festa. Já pede uma agência para a emigração e tudo. 
Sem imagem de perfil

De kurtz a 21.12.2011 às 01:33

A ver se eu entendo: sempre foi uma opção, o que significa que toda a gente sabia que poderia ter que ser preciso. Mas se o primeiro-ministro diz que pode ser preciso, vai tudo abaixo. Santa hipocrisia que anda por este país, é só dizer mal porque sim.


Pessoa em dificuldades: "Isto está mau... Quem sabe se terei de emigrar?...".


Primeiro-ministro: "Pessoal, isto está mau, se calhar vão ter de emigrar...".


Hipócritas: "Pessoal, o primeiro-ministro deu-nos uma ordem directa para emigrar!!! Que vergonha, que fascista, que ultra-neoliberal, que derrotista, que mentiroso!!".
Sem imagem de perfil

De João. a 21.12.2011 às 01:59

A questão é que o Passos coloca-se como redundante, a abrir portas escancaradas. Isto é que é escandaloso, especialmente depois de andar a falar sobre como a baixa da TSU iria fomentar o investimento estrangeiro e a criação de emprego. Agora nem baixas de TSU nem fomento ao investimento estrangeiro. Nada.

E depois nem parece saber que emigrar como professor, mesmo para os países lusófonos, é das saídas mais difíceis e burocráticas. Enfim, é o que dá um PM limitado nas ideias. 

Você quer que nós esqueçamos as propostas de Passos quando se apresentou a eleições. Lamento mas de minha parte não me vou esquecer, principalmente porque o PSD quis ir a eleições antes do mandato do anterior governo terminar. Só faz isto quem está certo de ter uma melhor proposta para o país - a proposta do PSD, no entanto, está a ser desastrosa. O combate ao desemprego afinal é pelo estímulo à emigração e não pelo aumento do investimento em Portugal.

(Até a Nissan já se pôs a milhas. Eu se tivesse uma empresa a apostar num segmento da mobilidade eléctrica e no investimento fora do país e deparasse com um governo  que acha que isso da mobilidade eléctrica é uma tolice concerteza que não iria investir lá onde esse governo governa. É que vocês pensam, erradamente, que as empresas não olham para os governos, nomeadamente no que respeita às posições que toma sobre os produtos que desenvolvem, mas elas olham a isso e não vão arriscar ser enxovalhadas pela base de apoio do governo em funções)
Sem imagem de perfil

De João. a 21.12.2011 às 02:07

E já há brasileiros a perguntar, e bem, sobre a parte que lhes toca, de onde é que Passos tirou a ideia de que o Brasil não tem capacidade de prover o seu sistema de ensino com professores brasileiros.
Sem imagem de perfil

De kurtz a 21.12.2011 às 02:48

Vá, animem-se porque duvido que Passos peça desculpa (não há razão para o fazer) ou se demita por isto (o sonho molhado do Seguro). Portanto, siga-se em frente, isto são só tretas de quem já não sabe por onde pegar para dizer mal. 
Sem imagem de perfil

De Ora até importou o Marcello Caetano a 21.12.2011 às 03:44

Logo Brasuca importa tudo o que tiver sotaque mesmo que fale baixinho

Brasuca é como Português doido por gringo
Sem imagem de perfil
era pessoal a sair todos os dias para Vilar Formoso....no pouca terra...agora já sabemos que podíamos ter ido pró Brasil e prá guerra civil Angolana...

se soubessemos então....tinhamos hoje meia-dúzia de portugueses no mensalão e ai uns 50 generais no MPLA de produção nacional...foram oportunidades perdidas

emigrámos prás suiças dos alemães e para as púbicas dos franciu's
oviamente os gaijos acham-nos chatos

  1. supertaça +43 %
  2. sagitário +42 %
  3. ruben +42 %
  4. empréstimo+ 42 %
  5. carnaval +41 %
Sem imagem de perfil

De TA a 21.12.2011 às 10:14

É sempre bom citarmos apenas o que nos convém... mas como teve a amabilidade de colocar a fonte, chamo a atenção para 1 pequeno parágrafo:

We talked to one woman who says she’s thinking about going to Angola, a former Portuguese colony in Africa. Angola is wealthy by African standards, but that must mean the situation is pretty bad in Portugal if someone with a European Union passport is looking for work in Africa

Read more: http://liveshots.blogs.foxnews.com/2010/12/07/portugal-and-other-european-pigs/#ixzz1hA9krfDS (http://liveshots.blogs.foxnews.com/2010/12/07/portugal-and-other-european-pigs/#ixzz1hA9krfDS)
Sem imagem de perfil

De Dédé a 21.12.2011 às 14:31

Mas no que é que os partidos troikistas não estão de acordo, a não ser na distribuição dos tachos?
Sem imagem de perfil

De Dorean Paxorales a 26.12.2011 às 18:14

não percebo se é p mostrar q o novo pm é tão diligente quanto a anterior ministra do trabalho ou recordar que a anterior ministra era tão má a falar à imprensa americana quanto o novo pm aos seus eleitores.
no último caso, é com o atual que nos temos de preocupar, não com o passado.

Comentar post