Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Eu ainda sou do tempo em que a EDP era posse do Estado II

por João Moreira Pinto, em 12.01.12

Sobre o mesmo tempo, recomendo a leitura de Pedro Pita Bastos, no Reino da Dinamarca: joaompinto

O escrutínio público não deve ser sobre as escolhas dos accionistas privados sobre quem deve ou não pertencer ao conselho de geral e de supervisão da EDP. Deve ser a partir de agora sobre as opções de política do Governo e sobre as decisões de regulação do sector. Será essa a verdadeira prova da independência das escolhas feitas pelos accionistas da EDP face ao poder político.

 

 

 

 

 


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds