Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A ameaça do Otelo

por Manuel Castelo-Branco, em 19.01.12

"Não há condições para golpe de Estado, mas depende da nova lei do trabalho"

 

Se isto não é uma ameaça, deste assassino em série ( 17 vitimas mortais) e indigente mental, então gostaria de saber o que será uma.

De facto, " o crime compensa" . Além de ter sido promovido e recebido uma indemnização,  no dobro daquela que receberam as vítimas que assassinou, este rapaz tem agora o desplante de ameaçar a democracia.

 

Já foi o tempo em que a democracia, algo deslumbrada pela sua figura patética se deixou intimidar pelos seus actos. Esse tempo, não volta mais, mas ainda assim estou curioso sobre a próxima intervenção do Dr.. Mário Soares na defesa de tão repugnante e vil personagem.

 

 

 

Que mais factos precisa o MP?

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De José Tomaz de Mello Breyner a 19.01.2012 às 09:03

Tens toda a razão Manuel. Este assassino deveria ter sido preso perpétuamente
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.01.2012 às 17:12

É importante destacar uma nota no seu comentário. Algo que é mesmo relevante nele: note-se que na língua portuguesa os advérbios de modo com a terminação "mente" não são acentuados.

Eram-no até 1973, onde se acentuavam os que provinham de palavras acentuadas (mesmo assim seria perpètuamente).
Pode ser uma chatice para alguns, mas algumas coisas mudaram em Portugal desde 1973...

Quanto à questão do Otelo, por tão óbvia, apenas destaco o meu total acordo com o que escreve, em linha aliás com o texto do Manuel.
Sem imagem de perfil

De rfalcao a 19.01.2012 às 09:42

326º do Código Penal:

“Quem publicamente incitar habitantes do território português ou forças militares, militarizadas ou de segurança ao serviço de Portugal à guerra civil ou à prática da conduta referida no artigo anterior [referente à alteração violenta do Estado de Direito] é punido com pena de prisão de 1 a 8 anos.”



http://legix.pt/docs/CP.pdf

Sem imagem de perfil

De cajó a 19.01.2012 às 10:51

Nesta situação já existe justiça, este país está cheio de cinismo e hipocrisia.
Quem investiga o caso do despedimento colectivo de 112 trabalhadores do CASINO ESTORIL.
É tudo uma grande treta, isto de haver justiça, mas mais tarde ou mais cedo a verdade vem ao decima mesmo que os chineses comprem a verdade.
Acabar com a Máfia PS e PSD e não deixar nenhum para a próxima geração.

 
Sem imagem de perfil

De Flic Flac a 21.01.2012 às 01:54


Lembre isso no site de denúncias anónimas da PGR: é que lá não devem ter lido ou ouvido
Sem imagem de perfil

De Cajó a 19.01.2012 às 10:48


Quem investiga o caso do despedimento colectivo de 112 trabalhadores do CASINO ESTORIL.
É tudo uma grande treta, isto de haver justiça, mas mais tarde ou mais cedo a verdade vem ao decima mesmo que os chineses comprem a verdade.
Acabar com a Máfia PS e PSD e não deixar nenhum para a próxima geração.
Sem imagem de perfil

De Malanje 1961 a 19.01.2012 às 10:58

É por estas e por outras que este país está como está. Dois pesos e muitas medidas....
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2012 às 11:08

No texto percebe-se que ele deve ser quem determina o que pode ser dito ou não e se deve ser punido ou não. Isto é no que dá ter uma PGR e um PGR banana, que parecem ficar muito incomodados por uns cidadãos entenderem que eles não estão a cumprir com a obrigação de fazer cumprir a constituição. O Presidente, aparentemente, também não escapa, diga-se de passagem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2012 às 11:10

Lei Otelo:

"O de poder dizer as alarvidades que eu quiser, porque o que eu digo é a minha opinião e, num país livre, eu não posso ser condenado por expressá-la".


Tradução:
Estou-me cagando para a justiça.
Sem imagem de perfil

De Respúbica a 19.01.2012 às 14:35

Tem muita piada!
O Isaltino, diz exactamente o mesmo, mas de outra maneira.
Sem imagem de perfil

De algarvidades? a 20.01.2012 às 02:19

só se é 800 FP-25 tomarem conta de 600 mil malucos com caçadeiras


 
Sem imagem de perfil

De KKK a 19.01.2012 às 12:24

Como é óbvio, o que o Otelo disse está perfeitamente dentro dos limites da liberdade de expressão. Nesse sentido, não percebo qual é a necessidade que certas pessoas têm de limitar os direitos constitucionais de outras pessoas.
Sem imagem de perfil

De kurtz a 19.01.2012 às 14:36

Ou seja, ser difamado ou injuriado deixaria de ser punido? Afinal de contas, estaria apenas a expressar a minha livre opinião.
Sem imagem de perfil

De KKK a 19.01.2012 às 19:46

Onde é que eu disse isso? Apenas disse que neste caso as declarações estão perfeitamente dentro dos limites estabelecidos pela constituição e pelas leis. Há muita gente que gosta de inventar crimes onde eles não existem.
Sem imagem de perfil

De Alex a 19.01.2012 às 14:18

Parece-me que é apenas uma questão de opinião, concorde-se ou não, é a dele... e é apenas isso. Se queremos realmente viver em democracia (o que cada vez mais tenho dúvida) temos de aceitar que venham a público opiniões opostas ou não às nossas por mais que isso nos custe. E não é, cada vez que alguém diz algo que nos choca, vir brandir a espada do politicamente correcto...que por sinal muitos falsos moralistas usam pq fica bem e vai com a corrente de pensamento maioritária... 
Sem imagem de perfil

De helder a 19.01.2012 às 15:10

Há quem queira um salazar em cada esquina, e para lá caminhamos, mas haverá sempre a possibilidade de se juntarem 800 Otelos.
Sem imagem de perfil

De e 800 Otelos faziam o quê? a 20.01.2012 às 02:17

fuzilavam os oponentes no campo pequeno...


 
Sem imagem de perfil

De Hélio Martins a 19.01.2012 às 15:46

mas nínguem põe este gajo na prisão? 8 anos é pouco. deviam ser 16 com 12 em solitária com direito a sair da cela 1 hora por dia, permanentemente. com duches frios todos os dias e comida fria todos os dias.
Sem imagem de perfil

De cada maluco pode dizer o que quiser a 20.01.2012 às 02:20

não pode é brincar com a cgtp senão leva um processo

Comentar post


Pág. 1/2