Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Para o Alexandre Borges

por Manuel Castelo-Branco, em 02.03.12

Aviso à navegação ao Alexandre Borges

Estive a reler os teus post e estou cada vez menos convencido da atractividade dos cruzeiros. Tirando a mãe do contrabaixista, senhora de proveta idade e provavelmente já fora de prazo, não te vi qualquer outra referencia feminina. Ou andas distraído ou esse cruzeiro parece tão atractivo como os chás de canasta da minha avó com as suas amigas. Se bem me lembro, no “Love Boat” havia sempre umas miúdas mais carentes, com coração destroçado a precisarem de mimos e carinhos. Disso, não vejo qualquer referencia.  Será que não levaste os óculos? Peço-te que nos faças um post mais ilustrativo do tema.

PS Por aqui o País está em seca extrema e a taxa de desemprego atingiu o seu máximo histórico. Ao mesmo tempo, Paul Krugman o herói de alguma esquerda, veio afirmar que “não faria muito diferente do Governo Português”) Talvez por isso, deixou de ser referenciado no Parlamento e nos debates televisivos.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Miguel Barreto a 02.03.2012 às 17:02

Comentário ao post de arriba, do Nuno Pombo: o artigo que refere nao é científico. Leia-o (nao se fie no que dizem os jornais portugueses), e se souber alguma coisa acerca dos métodos científicos, perceberá facilmente o que digo. A revista em questao, Journal of Medical Ethics, nao e uma revista cientifica apenas porque possui peer-review. é uma revista filosofica; e os autores dos artigos sao filósofos. Nao deveria ser necessário dizer isto mas a filosofia nao e uma ciência. Ergo, a diatribe do senhor Pombo contra os cientistas nao faz, neste caso, sentido.

Comentar post