Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Gosto de ler Óscar Mascarenhas. Gosto mesmo. Tem aquelas frases longas que só conhecem ponto no final da página. E até compreendo algumas das trivialidades. Tipo o epitero de Goebbles. Podia ter falado sobre Alistair Campbell ou Max Clifford. Mas não falou. Ainda que isso tornasse o seu texto mais banal preferiu Goebbles. Quis tornar a crónica acessível mesmo ao leitor comum.