Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O meu lugar sou eu que o escolho

por Henrique Burnay, em 02.05.07
Na esquerda, regra geral, irrita-me a presunção do património exclusivo das boas intenções, o moralismo, a dificuldade em aprender com a História, a mania de começar tudo de novo como se não houvesse passado nem lições a aprender, a violência em nome de uma salvação mesmo que contra a vontade dos próprios, o fraco amor à Liberdade a sério, a dos homens um por um, e mais uma quantidade de coisas que fariam deste um post demasiado longo. Na direita irritam-me muitas direitas, irrita-me a direita que genuína e intimamente não gosta nem um pouco da Liberdade (nem sequer da económica), enoja-me a direita do nacionalismo ignorante e medroso, enerva-me a direita da tradição pela tradição que nem conservadora é. Mas, acima de tudo, irrita-me quando a direita é aquilo que a esquerda gosta que a direita seja e se coloca onda a esquerda a gosta de colocar. Mesmo que eu não mude de lugar nem tenha medo de brincar com as palavras só porque a esquerda está sempre a ver quando é que prova que eu sou da direita, tal como ela a imagina. Mas, insisto, quem escolhe esse lugar sou eu. Não é a esquerda, nem a oura direita.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.05.2007 às 16:31

E portanto é claro que a culpa destes chiliques todos do Henrique Burnay, no fundo, é da esquerda.

caramelo

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds