Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Oscar III

por Manuel Castelo-Branco, em 14.04.12

Estás enganado, Alexandre. Não foi nem a democracia nem a justiça que funcionou. É antes uma demissão por omissão, que permite que um assassino, ainda que mentalmente básico, possa continuar a ameaçar sem que lhe sejam imputadas responsabilidades.

 

É lamentavél.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Othelo o Mouro da Desdémona a 15.04.2012 às 00:53

Ó pá, pra começar pá, se todos pá os que mataram gente pá, pelas suas arreigadas convicções pá, ou pelo desinteresse pá, fossem chamados de assassinos pá, este país pá, afogava-se em processos pá, de difamação pá.

Assinado pá: gajo com mania pá, de rebentar pá, com coisas pá, caixas multibanco pá, incluídas pá.

Vai pá, chamar assassinos pá, aos gajos que em Fornos de Algodres, desde 1128 até 2012, sugaram os impostos e corveias e contrairam dívidas em sangue, tuberculose e ultimamente dívidas municipais em eurros.

Logo isso de assassinar o carácter de um imbecil, é triste pois foi dos poucos malucos ideológicos e não estritamente corporativos que fex a tal rebolução com flores e cousas assis.
Sem imagem de perfil

De juro pá que nã sou fotocopiadora pá a 15.04.2012 às 00:54

sou um assassino com pouco tino mas nã assassino com gravata

nã sou thug
Sem imagem de perfil

De Malange1961 a 15.04.2012 às 09:55

Porra que o ex-instrutor da Mocidade Portuguesa e acérrimo defensor de Salazar é gago...
Sem imagem de perfil

De Pôrra pá instrutor da Legião portuguesa a 16.04.2012 às 16:10


Malange 61 tive lá uma prima de malange 61 a malange 74´pá....
Sem imagem de perfil

De e acérrimo defensor não pá a 16.04.2012 às 16:12

o gajo era porreiro pá

e a legião pá dava pá 2 contos e quinhentos ao mês
era o BPN da altura pá..

Comentar post