Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




e malta do algarve ainda reclama com a via do infante

por Rodrigo Moita de Deus, em 16.04.12

 

Tenho voado na SATA. Uma das três empresas aéreas que pertencem aos contribuintes portugueses. E tem corrido bem.

Custa mais dinheiro a um cidadão da república voar para Ponta Delgada que para Moscovo.

Servem uma sandes mista e chamam-lhe refeição ligeira.

E no outro dia despejaram um pacote de sumo em cima do meu fato. Coisas que acontecem.

 

Sim. A SATA responsabiliza-se pela conta da limpeza a seco. Para isso o cliente só tem que preencher um formulário. Depois de preenchido, tem que entregar o formulário em qualquer uma das duas lojas da SATA (dentro do horário de funcionamento da loja). Depois de entregue e aprovado o cliente volta à loja da SATA para ir buscar um vaucher. O vaucher dá direito a uma limpeza a seco em qualquer lavandaria desde que seja a lavandaria com quem a SATA tem um acordo.

 

A limpeza do sumo custa só 30 minutos de formulário. Duas viagens a lojas da SATA (sendo que só há duas). E uma viagem à lavandaria que eles previamente escolheram. Quando protestei com os procedimentos o comissário de bordo deu uma de jesuita: “ah é? Então como é que queria que nós fizéssemos?”, perguntou-me com suspeita candura.

Nunca trabalhei numa companhia aérea portanto nunca tive que me preocupar com o assunto. Mas se trabalhasse numa companhia aérea também tentava maximizar os lucros garantindo que todos os procedimentos indemnizatórios eram de tal maneira complicados que não haveria indemnizações para ninguém.

Ainda pensei em responder o que qualquer outro cidadão europeu responderia nesta situação: "nunca mais volto a voar convosco". Mas depois lembrei-me que a SATA tem o monopólio para os Açores. A alternativa do consumidor esclarecido é ir a nado.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De p D s a 16.04.2012 às 18:44

Primeiro que tudo, dois lembretes do nosso PM : 


        - "Tem que deixar de ser piegas!"
        - "Saia da sua zona de conforto, e procure emigrar"!


Após estes pontos prévios, só queria dizer ao Rodrigo, que pode ainda:


    - Ser empreendedor: não reclame do mau serviço, e faça antes voce mesmo a sua Companhia de Aviação! 




Finalizando, quero apenas recordar-lhe que se for na "easyjet" nem á sande tem direito!


Pelo caminho, aproveito para salientar que, graças ao Mercado Aberto e á Livre Concorrencia, existem empresas privadas em livre concorrencia, nomeadamente:


         - ISP : PT, ZON, etc.
         - Gasolineiras : GALP, BP, REPSOL, etc
         - Energia : EDP... (glup! aqui acho q é só esta...) 


Onde o tratamento dos "clientes", qualidade de serviço, e "sandes mistas" são exactamente ao mesmo nivel da SATA.


Portanto, Rodrigo, lave lá o fatinho á mão, e deixei-se de lamurias! "É a economia, estupido" - como diria o outro.




(Ou isto, ou o sistema que o Rodrigo, leva a vida a defender!) 
Sem imagem de perfil

De Algarve a 16.04.2012 às 23:09

Galp,BP,REPSOL não é a mesma companhia?Não!Então experimente lá ver os preços que praticam....
Sem imagem de perfil

De p D s a 17.04.2012 às 09:06

e agora....tcharannnn - GRAÇOLAS DE OPORTUNIDADE:


   - Este posts prova claramente que o  Rodrigo...
   anda claramente a viver ACIMA das suas possibilidades !!!

Comentar post