Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A lei não é para eles

por Nuno Gouveia, em 20.04.12

Se um grupo de cidadãos pretender desenvolver um projecto comunitário, precisa de cumprir uma série de requisitos. Nem sempre é fácil, muitas vezes é necessário ultrapassar um conjunto enorme de dificuldades, entre os quais arranjar financiamento  e um local para o projecto. Mas nem toda a gente pensa assim. Um grupo de extrema-esquerda, que considera que a lei existe apenas para terceiros, decidiu ocupar ilegalmente um espaço que não era seu na cidade do Porto.  Pelo que se sabe, a CM do Porto até estava disponível para ceder-lhes o espaço a troco de uma renda simbólica, desde que se acertasse um conjunto de formalidades de acordo com a lei. Mas como a filosofia de vida desta gente é contrária a certas noções básicas, como o conceito de propriedade, optou por manter-se à margem da lei. Ora, não se podia esperar outra coisa das autoridades que não a reposição da legalidade. Foi o que aconteceu ontem no Porto.