Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




31 de boca: Aquilino, o regicida

por Rodrigo Moita de Deus, em 02.05.07

"O RMD que me desculpe, mas como monárquico perdido numa aldeola do norte de Portugal, rodeado de republicanos e carbonários, tenho mesmo de interpela-lo directamente. Será que o camarada(não sei bem qual o trato entre monarquicos)não pode avisar a plebe de Portugal que esta Nação se prepara para transladar os restos mortais de Aquilino Ribeiro, escritor envolvido no regicidio, para o panteão nacional?
E a hipocrisia do deputado Pedro Mota Soares, do CDS? Membro da Real Associação de Lisboa, Presidente eleito da respectiva Assembleia e ao mesmo tempo membro de uma Comissão Parlamentar destinada a honrar esse regicida?

Cedo-lhe a mini-causa. Esqueça lá as lealdades ôrgânicas - gostaria de saber a opinião do centrista FMS - e vai ver que ainda vai marcar a agenda."

Leitor Artolas na caixa de comentários do 31

Nota: Sobre este assunto vale a pena ler este texto e especialmente este texto


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Luís N. a 02.05.2007 às 21:12

"É um inimigo do Regime. Dir-lhe-á mal de mim; mas não importa: é um grande escritor.", Salazar sobre Aquilino.

Não será certamente a melhor pessoa para atestar a qualidade literaria, mas quanto ao século XX, Aquilino soube livrar-se bem de quem nunca o poria no Panteão.

Um abraço de um filho das Terras do Demo,

Luís N.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds