Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cidade Maravilhosa

por Francisco Mendes da Silva, em 06.05.12

Boris Johnson foi ontem reeleito Mayor de Londres, depois de uma interminável contagem que obrigou a que os resultados oficiais tivessem sido entregues “even later than one of Boris’s columns” (palavras de Paul Goodman, ex-deputado Tory e ex-colega de Boris do Telegraph). É um facto extraordinário, nesta época de opressão uniformizadora em que apenas parecem ter sucesso os políticos com a espessura intelectual da massa folhada. Um excêntrico como BoJo só podia mesmo ter sido eleito em Londres, a cidade onde o individualismo é mais considerado e a extravagância não é um insulto.

Em 2006, escrevi para a Atlântico este texto. Não imaginava que Boris se fosse candidatar a Londres, muito menos que vencesse, muito menos ainda que vencesse por duas vezes. Lido à distância de seis anos, parece-me um perfil demasiado agarrado ao tempo em que foi escrito, mas há ali na parte final um tom levemente premonitório, involuntário, que me apetece a partir de agora cultivar, como aqueles nefelibatas bem-intencionados que o querem ver um dia em Downing Street.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Boris Hollande Sarkozy... a 06.05.2012 às 19:36

Isto nem políticos com nomes regionais ganham?

Têm de importar os nomes?

Já nã digo que se chamasse John mas um Peter ou Mark

agora Boris
Sem imagem de perfil

De cargo previamente ocupado por Gladstone, a 06.05.2012 às 21:48

Churchill e Gordon Brown, bolas mais um maluco metido em guerras?

um Churchill para quem a guerra era a glória
e nada era mais nobre do que fazê-la

dos outros dois nem se fala do burocrata do império servidor do tesouro da imperatriz das índias e seu primeiro ministro?

e Gordon Brown só não chegou lá porque o império está de rastos e só tem licença para bombardear colónias de menor calibre...

é o sinal dos tempos
o lord Mayor de londres pode utilizar os mísseis e as metralhadoras pesadas contra o pessoal que se amotina (ou só dá pra matar jagunço e terrorista)

Isto de grandes homens de pequena dimensão

nos contos de fadas chamam-se anões
e andam a dar na branca...
ou na banca uma cousa assis
se calhar nas duas

Comentar post