Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




adoro indignados

por Rodrigo Moita de Deus, em 11.05.12

Passos Coelho disse o que o país já percebeu há muito tempo: o estado não pode ajudar. é preciso fazer pela vida. Passos disse, o país percebeu, os partidos e os políticos estão mais atrasados.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Algarve a 12.05.2012 às 00:18

resumindo:vão cortar mais uns feriados e mais uns subsidios para o país evoluir...cortem o dia de Natal,sempre poupo +-1000euros...
Sem imagem de perfil

De O chulo não pode ajudar? a 12.05.2012 às 00:50

e as putas e putes têm de fazer pela vida?

atão acabaram-se os subsídios para os boys e as boyas?

mas e vamos exportá-los prádonde?

AngolA e o brasiu já têm produto nacional a mais
nã precisam de con corrência
Sem imagem de perfil

De atão e a RTP paga ó Futre pra ficar cá? a 12.05.2012 às 00:53

nã o exportam?

é qe já temes a bancada do PS do PSD do CDS da CDU pra nos fazer rir

vão meter os do bloco fora por humor negro?

é assis a modos que racista
Sem imagem de perfil

De E eu adoro alinhados a 12.05.2012 às 02:04

Ainda que verdadeiras, as palavras de Passos Coelho são reveladores de uma insensibilidade que eu não lhe reconhecia quando lhe conferi a minha preferência nas últimas legislativas.
Mas vocês, como fiéis alinhados, não são capazes de ter uma opinião crítica sobre assuntos que dizem respeito às vossas cores partidárias.
Preferem antes malhar na esquerda, dando-lhe tempo de antena que já nem nos tempos de Lenine era digna de a ter. Continuem a engrandecê-la que daqui a três anos teremos novos Mários Linos e Josés Sócrates a - como diz Passos Coelho - "fazer pela vida."
Sem imagem de perfil

De Tens seguros para troca? a 12.05.2012 às 03:41

Eu tenho uns 15 repetidos.
Troco 5 seguros, por 2 gregos ou 1 Hollande.
Sem imagem de perfil

De Respúbica a 12.05.2012 às 14:51

Para quem começou a "bulir" (?) ao 37 na empresa do padrinho como administrador...

Bem prega Frei Benedito, que come pouco, mas está sempre gordito.

Além de não saber fazer nada, ainda dá conselhos....
Sem imagem de perfil

De Marão a 12.05.2012 às 09:15

Atrevo-me a não dramatizar as palavras do 1º ministro, que muitas vezes peca por não adocicar a mensagem. Contudo, prefiro valorizar-lhe a acidez da verdade, em vez de lhe lamentar a falta de contorcionismos habilidosos, que a dura realidade não se altera por efeitos de folclórico arraial que ainda estreleja fumegante. Ouso interpretar-lhe o sentido das empedernidas palavras desta maneira: Perante uma situação de dramático desemprego, não deixemos que se tolham energias, mas antes, partir á descoberta de caminhos que nos possam conduzir á sua superação. Penso até que este primeiro ministro ainda não esgotou o tempo que lhe deve ser conferido para que possamos desde já ser definitivos nos resultados da respectiva governação. Palpita-me contudo que se rodeou de demasiados ratos de caserna a cheirar a naftalina característica de velhos cabos quarteleiros.
Sem imagem de perfil

De A. R a 12.05.2012 às 11:40

Passos tem razão. Olhem para o Jerónimo que era um borra-botas a martelar ferro e agora está na AR e não perdeu a fama de metalúrgico.
Sem imagem de perfil

De CeC a 12.05.2012 às 11:49

Passos Coelho, mais uma vez a demonstrar a sua inocência para com as massas alheias a auto-responsabilidade e a uma oposição que cria agenda à base da corrente mediática.

Bastou ver ontem na Sic N, depois das suas palavras: "Desemprego Positivo?"......
Sem imagem de perfil

De Costa a 12.05.2012 às 12:48

Falta um pressuposto nesse seu raciocínio, meu caro. O estado não pode ajudar; seja. é preciso fazer pela vida; muito bem.

Mas então o estado que pare de nos confiscar impune e impiedosamente, como se, em troca, nos proporcionasse serviços públicos, saúde, educação, habitação, sei lá que mais, de verdadeira excelência.

É de elementar bom senso e nada tem de ideológico ou demagógico. Custa assim tanto a perceber?...

Costa
Sem imagem de perfil

Pois lamento mas não estou disponível pra comentar tenho o megafone ligado mas ninguém me liga

Isto dos indignados deve cansar que tão todos na relva ou diz-se nas Relvas?

Bem Vindo à Primavera Global
Este Espaço é de Todos
Todos com um objectivo bem delineado: Con Testar
O que é Que os traz aqui?
Bom é uma mobilização global contra o estado de coisas actualmente à escala mundial, o facto da crise do sistema capitalista estar a ser paga pelos mais pobres que trabalham a parte mais fraca da sociedade
é por isso que eu estou aqui vai haver debates filmes
lutar contra este estado de coisas convido desde já todos os espectadores da Sick nu tícias a vir ao Parque vamos fazer um mundo ou uma coisa parecida melhor uma coisa deste género
Trouxe também o cão como é que ele se chama

Mudaria muitas hipocrisias as pessoas pobres que são ricas pessoas falsamente pobres que são ricas é uma grande falsidade

é justamente estas assimetrias sociais nomeadamente o fosso entre os ricos e os pobres

Vamos falar com mais alguém nomeadamente com quem está com o megafone é a inês subtil
o que é que se passa?
Não não não estou disponível peço desculpa
Claro estamos a tentar organizar as pessoas para se juntarem ali e ser lido um manifesto internacional um resumo dele e pa depois dar informação sobre os próximos 4 dias em específico sobre o que vai acontecer hoje
este é um espaço de todos e pra ser gerido por todos
A mudança é imparável isso sem dúvida

Sem imagem de perfil

De von a 12.05.2012 às 16:38

Passos Coelho não conhece a vida diária da população em geral. Não imagina, não tem imaginação. Pretende dar conselhos, sem explicar de onde lhe vem a sabedoria de tais conselhos. Pretende ensinar, sem explicar onde aprendeu. Passos Coelho transmite uma moral que não pratica. Passos Coelho falhou, está terminado. Se ainda não o sabe, daqui a um par de anos poderá rever esse fim nos telejornais da manhã.
Sem imagem de perfil

De da população que anda nos blogues ? a 12.05.2012 às 18:00

pois acho que estão famintos e passar horas a teclar distrai

desligar a net ou o telemóvel para ir caçar pombos e fazer um arrozinho de pombo?
jámé

os pombos nã sã números são pessoas

os coelhos idem e os gatos só os comemos no chinês
Sem imagem de perfil

De Dédé a 12.05.2012 às 21:07

"o país já percebeu"?

Oh Rodrigo, já sei que és Deus, mas acho que ainda não és o País.
Sem imagem de perfil

De Samuel a 12.05.2012 às 22:40

O Estado não "ajuda"!
As pessoas já "fazem pela vida" pagando impostos gigantescos.
O Estado paga o que deve aos cidadãos!
Se gerem mal os milhares de milhões que tiram aos cidadão, vão para a real puta que os pariu!

Comentar post