Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




antes que me corram do blog fico por aqui

por Rodrigo Moita de Deus, em 22.05.12

Eu gosto do Sérgio Lavos.

E digo-vos que é importante ler o Sérgio Lavos.

Verdade. Tem pouca lisura na pena. Mas compensa na força das convicções o que lhe falta em retidão argumentativa. E eu gosto do Sérgio Lavos.

Verdade. Tem excessiva queda para o adjetivo zoológico. Mas compensa a escassez semântica com o colorido das figuras de estilo. E eu gosto do Sérgio Lavos.

Verdade. Tem pouca velocidade no argumento. E alguma falta de agilidade na resposta. Mas compensa em intransigência o que lhe falta em retórica. E eu gosto do Sérgio Lavos.  

O Sérgio Lavos prefere escrever a ler. Falar a ouvir. Mas compensa em rigidez o que lhe falta em cintura. E eu gosto do Sérgio Lavos.

Sérgio Lavos é como é. É quem é. Sem pretensões, presunções ou ambições. Goste quem gostar. Não goste quem não gostar. É legítimo que não se peça mais do que isso.

Eu gosto do Sérgio Lavos. O Sérgio Lavos é que não gosta de mim.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Imagem de perfil

De Daniel Oliveira a 23.05.2012 às 13:58

Desculpa que te diga, mas este post mostra falta de rectidão argumentativa, alguma escassez semântica, pouca velocidade no argumento e nenhuma agilidade na resposta. Digo-te isto, porque gosto de ti. E faz-me impressão ver-te a dar cambalhotas, neste caso, usando as palavras como fogo de artifício. O Sérgio Lavos lê. Provavelmente, até por razões profissionais, mais do que tu ou do que eu. Mas se não lesse, o que raio interessava isso para o debate sobre o Miguel Relvas?
Sem imagem de perfil

De é rectidão ou retidão a 23.05.2012 às 22:52

o argumento e a argumentação é geométrica?

alguma escassez se abel manta?
as oliveiras este ano deram pouca azeitona por causa da seca?

Digo-te isto porque te adoro pá, és baril meu
nunca te vi na vida pá
mas este texto supera os lusíadas a odisseia e a bíblia de longe longe

dar cambalhotas (alusão freudiana) com fogo de artifício (extâse ejaculatório) se foi sonho é capaz de ter um significado importante

se pelo con trário é mensage subliminal eu cá ficava preocupado

isto dos blogues é daquelas cousas semi-masturbatórias como dizia um Jão basquista pipista

Resumindo: Ainda bem ó vegetal que tu e os teus amigos que muito te querem e adoram não formam uma frente popular ou um anschluss ô 1anschluß num schloss e anexam a miolêra nazionale toda
que pôrra tá mais fraca que a diarreia em que este país nada alegremente desde sempre...
Sem imagem de perfil

De José Cardoso a 23.05.2012 às 14:15

Eu gosto do Rodrigo e acho importante ler o Rodrigo.
Verdade. Gosto da forma como quase nos convence que as suas convicções de hoje são as de ontem e não foram minimamente influenciadas pelo desejo de agradar ao chefe.
Gosto mesmo do Rodrigo e anseio pelo dia em que ligarei ao meu pai para anunciar “Papá, já sou ministro”, após o que correrei a convidar Rodrigo para assessor. O Rodrigo ou outro qualquer, desde que lesto a louvaminhar o ministro com a mesma fé messiânica do Rodrigo – e que bem que o Rodrigo o faz. E, se não for pedir muito, que seja tão discreto com as minhas falhas como o é a tapar a vergonha de ver o Sr. Duarte Pio a tecer loas aquele senhor simpatiquíssimo e de tão boa vontade que rege os destinos sírios. Ou tão eficaz a justificar as minhas boutades com o mesmo desplante com que justifica as pressões sobre os jornalistas que o Sr. Ministro nunca cometeu. Só lhe peço, no caso de esse dia chegar, que adopte uma atitude ligeiramente diferente: que seja um pouquinho mais generoso para com a inteligência daqueles que me hão-de eleger: temo que nem todos acreditem no que o Rodrigo diz só porque o diz, sei que é uma tremenda injustiça mas parece que há por aí que se dê ao trabalho de pensar pela própria cabeça em lugar de beber com devoção as palavras que o Rodrigo tão generosamente põe à sua disposição. Mas descanse o Rodrigo que eu, futuro ministro, não sou nem serei ingrato. Saiba o Rodrigo palmilhar com denodo o trilho de bajulação que escolheu e para o qual se mostra tão dotado e terá neste futuro ministro um empregador fiel e agradecido, tão ou mais agradecido que o actual ministro com quem, como já viu, tem o Rodrigo muito a ganhar.
Os meus cumprimentos ao Sr. Rodrigo e, já agora, ao Sr. Duarte Pio e aquele bondoso senho sírio cujo nome não recordo.

Sem imagem de perfil

De ó cardoso gostas de homens de barba rija a 24.05.2012 às 02:04

e vão adotar ou adoptar?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.05.2012 às 10:41

Pois eu também gosto do Sergio Lavos mais porque o Rodrigo gosta muito de aquel.
O que é para gostos e razoamentos sobre gostos...

Comentar post


Pág. 2/2