Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




não é preciso ser o vítor gaspar nem o álvaro...

por Alexandre Borges, em 25.05.12

 

...para pôr em prática medidas de crescimento económico.

Uma proposta simples, com a assinatura da Assoft.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De AB a 26.05.2012 às 17:04

Só vocês é que ainda me fazem rir nestes tempos tão tristes. Ainda espero o dia em que provem que a pirataria de CDs foi a verdadeira causa da Segunda Guerra Mundial. E olhem que eu sou contra a pirataria. Mas vocês ainda me farão mudar de opinião. A mim e a muitos.
Quem é pirata está-se cagando para as vossas parvoíces, e quem não é acaba por ficar irritado por meterem tudo no mesmo saco.
Sem imagem de perfil

De Gilberto a 29.05.2012 às 01:01

não sou o Vítor nem o Álvaro, mas aposto que consigo com que o estado recupere algumas dessas "perdas" tão badaladas no vídeo.

Basta substituir grande parte do software estatal por alternativas livres e open source (não, não são a mesma coisa!) e evitam facturas como esta: http :/ www.esop.pt estado-gasta-160-milhoes-de-euros-por-ano-em-software /

Por exemplo.



esse estudo da assoft é baseado num estudo da bsa , que já foi devidamente "desmontado" pela mentira que implica http :/ www.techdirt.com articles /20110512/10183914249 bsa -2010-piracy-report-its-back-its-just-as-wrong-as-before.shtml).


Ao assumirem que todo o software que não paga licenças (pois...) é pirateado o estudo está automaticamente envenenado de morte... porque: "Basta substituir grande parte do software (...) por alternativas livres e open source " (olha eu a citar-me a mim próprio! Bolas!


E software livre ou open source É Legal (e não cobra licenças a ninguém)

Comentar post


Pág. 2/2