Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




não é preciso ser o vítor gaspar nem o álvaro...

por Alexandre Borges, em 25.05.12

 

...para pôr em prática medidas de crescimento económico.

Uma proposta simples, com a assinatura da Assoft.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 25.05.2012 às 13:52

Alexandre,
A "proposta" da ASSOFT é equivalente a "se se acabar com o crime/corrupção/poluição/...". É uma ideia que se poderia tornar num objectivo (necessariamente intermédio) mas não é uma proposta nem inclui quaisquer medidas.
.
Quanto ao que é dito no video, os especialistas(?) da Universidade Católica deverão saber melhor do que eu mas não parece fazer qualquer sentido.
.
"50 mil milhões de euros desapareceram da economia mundial em 2011"
Disparate. Pirataria informática tem a ver com o usufruto de software e conteúdos sem o devido pagamento aos proprietários dos respectivos direitos. Particulares e empresas que não pagam pelo software e conteúdos que usam e consomem não destroem o dinheiro, gastam-no noutras coisas.
Assim, o dinheiro não "desaparece" da economia, apenas circula para outros bolsos que não os dos produtores, distribuidores e retalhistas.
.
"Menos impostos pagos pela indústria de software"
O que o Estado não cobra em impostos pelo software e conteúdos não vendidos (muito menos do que o pirateado) acaba por cobrar (pelo menos em parte) em impostos sobre outros bens e serviços adquiridos com o dinheiro que não é gasto no software e conteúdos.
.
"Menos mercado para as empresas portuguesas de tecnologias de informação"
Só para os distribuidores e retalhistas e, mesmo para estes, só na componente software/conteúdos.
A pirataria informática resulta num aumento da utilização de sistemas informáticos, o que leva à aquisição de mais hardware.
.
"Menos trabalho para os profissionais de informática portugueses"
Mais manutenção, mais suporte e mais consultoria.
.
"Menos dinheiro para a economia nacional"
Sendo a utilização de sistemas informáticos um factor potenciador da produtividade, empresas e profissionais das mais diversas áreas usarem software que não usariam se o tivessem que pagar deverá resultar num ligeiro aumento da produtividade geral.
.
"+320 milhões de euros pagos em impostos a Portugal"
De quantos milhões de euros recebidos pelas empresas estrangeiras que pagam esses impostos a Portugal?
E quantos milhões se deixariam de cobrar pelas transacções de bens e serviços que são actualmente sustentadas pelo dinheiro que não é gasto em software/conteúdos?
.
"Devolver 1150 milhões de euros à economia portuguesa"
Vindos de onde? E descontados de quantos milhares de milhões pagos pela economia portuguesa aos produtores do software e conteúdos?
.
"Piratear é um tiro no pé"
Tiro no pé é este vídeo que só "diz" uma coisa correcta: "ninguém parece envergonhar-se de ser pirata".
.
A pirataria informática é condenável da mesma forma que o roubo e a fraude o são. É verdade que a falta de vergonha é um sinal dos (tristes) tempos em que vivemos mas inventar uns números disparatados e fazer um vídeo "e se...?" sem qualquer sentido não ajuda nada.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds