Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




o começo de qualquer coisa

por Alexandre Borges, em 25.05.12

 

Entre o caso Relvas e os directos para o estágio da selecção nacional de futebol em Óbidos, passou despercebida esta semana uma boa notícia: a STCP, Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, apresentou equilíbrio operacional pela primeira vez desde os anos 70. Isto é, pela primeira vez em 40 anos, os custos operacionais foram cobertos pelos proveitos operacionais. A situação financeira da empresa continua a ser delicadíssima, por causa da dívida acumulada, mas isto tem de ser o princípio de qualquer coisa. Mérito de Sérgio Monteiro, secretário de Estado dos Tranportes, e de Fernanda Meneses, presidente da administração da STCP.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De o começo do fim? ou o fim do começo ? a 25.05.2012 às 15:07

dos cunha's nas Selvas?

O Relvas das Selvas

alegre petiz

Nas Selvas do Relvas

vivia Feliz

o relvas reinava

na selva sombria

o relvas rosnava

e o bichedo fugia

nas cunha's do relvas

matilha feroz

guardava as selvas

do deserto atroz

mas isto a vida

tem marca fatal

na altura devida

tudo cai afinal



Sem imagem de perfil

De o relvas das selvas teve bons começos a 25.05.2012 às 15:13

mas perdeu tudo em cunhas e adereços....

nas selvas do relvas

os fins dos começos

e outros afins

que isto de fins

e nisto d'azares

sou grego sou Ares

sou Ares o diz

o Relvas das selvas

foi mêmo infeliz



Comentar post