Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Serviço low cost II

por João Moreira Pinto, em 16.06.12

Escolher um serviço apenas pelo preço, é preguiçoso, injusto e, no limite, poderá sair mais caro. Obviamente que, se não olharmos à solidez da empresa que presta o serviço (neste caso médico), ao tamanho e qualidade do quadro médico que a integra, aos curricula, etc., poderemos (todos enquanto Estado) estar a contratar médicos incapazes, maus prestadores do serviço, exagerados na prescrição de medicamentos e exames auxiliares de diagnóstico. A incompetência pode sair muito cara ao bolso e à saúde dos Portugueses.

 

Esta proposta para contrato das horas que estão em falta, não faz sentido, mas tem um história. História à qual os Sindicatos e a Ordem dos Médicos não são alheios. Se os primeiros defendem uma progressão da carreira por tempo de trabalho em vez de por qualidade de trabalho, a segunda tem se portado de forma corporativa, defendendo mais a qualidade de vida dos médicos que a qualidade da Medicina. Como nunca houve um estímulo para diferenciar os bons dos maus médicos, para a população em geral, e para os burocratas do Ministério da Saúde em particular, tanto faz contratar Dr X ou Dr Y, porque não é fácil distinguir quem é realmente melhor. A ideia tantas vezes alimentada que em Portugal todos os médicos são muito bons ou excelentes poderá agora sair cara. joaompinto


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds