Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

É mesmo verdade. Estreia hoje (ou coisa que o valha) o primeiro western português. Mete maus e vilões nas planícies do Alentejo. Música de gaita. E duelos olhos nos olhos. Faltava um western na cinematografia lusa. Num país de limitada história é dificil encontrar temas para fazer filmes.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Imagem de perfil

De Gustavo a 28.06.2012 às 10:33

As Caldas têm um ninja...
Sem imagem de perfil

De Carlos Faria a 28.06.2012 às 11:50

Um dos filmes portugueses esteticamente mais bonitos que vi nos últimos tempos e, politicamente, pertinente, agradará também a alguns oportunistas... e talvez incomodará outros que fecham os olhos a coisas que também se passam hoje.
Sem imagem de perfil

De SFB a 28.06.2012 às 13:09

Acho que falta fazer um filme sobre a história contemporânea portuguesa chamado " O Limite da Irreverência". É a estranha história de um "bloguista" irreverente que após uma troca de fluidos com um obscuro indivíduo chamado Interesse é contaminado por uma doença não muito rara chamada Limite. A medicação pesada ainda que ineficaz deixa o pobre bloguista arrasado e provoca a queda do primeiro "I" e do primeiro "R" da sua irreverência. Mas tudo acaba bem porque o nosso escriba apesar de doentinho conhece Vidinha, o amor de sua vida - claro está - com quem viverá feliz para sempre.
Irreverência, reverência, amor mineral e circo, numa história muito vista mas pouco contada...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.06.2012 às 13:45

Primeiro western português? Então e o Alentejo sem Lei?
Sem imagem de perfil

De TouPorAqui a 28.06.2012 às 15:01

Em Almada não sei se há samurai mas existe "uma" ninja que até esteve no governo e era especialsita em fazer desaparecer cheques que deviam pagar a renda da sede do partido...
Imagem de perfil

De jojoratazana a 28.06.2012 às 16:19

Alguém com coragem para fazer um filme da realidade portuguesa, que dá pelo nome de facilitadores de negócios.
Podem crer que dá uma caboyada do caraças, um filme de gangsters do melhor e podem servir-se dos conhecimentos de causa para fazer o argumento.
Da prestimosa colaboração do autor deste post.
Sem imagem de perfil

De Zé dos Bigodes a 29.06.2012 às 09:15

Estes gajos desperdiçam muitas balas.
Não digo que o filme não seja bom.
Pelo menos os chaparros não destoam.
Deveria, era, ir treinar para o Campo de Alcochete para poupar no material que está muito caro.
Particularmente gostei do gajo dos bigodes, o rapaz peomete, O cavalo também não ia mal

Comentar post