Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Oh Diabo, isto é o drama, o horror, a tragédia!...

por Sofia Bragança Buchholz, em 04.07.12

Anda por aí um pasquim a dizer que a filha de Passos Coelho foi favorecida no Infantário. Dizem que a miúda está a ocupar a vaga a um menino pobrezinho, no “Infantário do Povo”, uma Instituição Particular de Solidariedade Social, em Massamá. Que saiu a sorte grande aos pais porque só pagam 250 euros de mensalidade. Se ela estivesse a pagar 1.500 num colégio privado diriam que ela lhes tinha saído na mesma, porque andavam a esbanjar os nossos impostos. Que os pais eram elitistas porque não misturavam a filha com o comum dos cidadãos.

A filha do Primeiro-Ministro está pré-inscrita no dito infantário desde que completou um ano, tendo ficado em lista de espera, a aguardar vaga. Ao fim de quatro anos, este comunicou que ela tem, agora, a possibilidade de frequentar aquele estabelecimento de ensino.

Estas coisas revoltam-me. Deram mais um rebuçado à filha do Primeiro-ministro do que aos outros meninos! É uma injustiça é o que é!

Tags:


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Algarve a 04.07.2012 às 18:48

Em Faro os filhos dos ricos vão para infantarios comparticipados pelo estado,os filhos dos pobres vão para os particulares a pagar muito mais.Sempre foi assim,a santa casa da mesiricordia ajuda alguns pobres mas se for rico ajuda muito mais.É a ganancia pelo dinheiro.Todos sabem mas ninguem denuncia,para quê,se o Socrates continua a viver em Paris,se um gajo e uma gaja sequestram um idoso por um ano e nem sequer vão presos,quem é que ia fazer alguma coisa em relação a isso?
Sem imagem de perfil

De Holidays in Portugal a 04.07.2012 às 20:08

Coitado do Rabit... Já não bastava andar ao colo com "a criança" do Relvas... Ainda tem que ouvir disto...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.07.2012 às 20:48

Notícia de pasquim vale o que vale. Mas agora quando tocam no meu relvado...
Sem imagem de perfil

De Mohamed a 05.07.2012 às 05:03

Mais respeito pelo Daniel, oh filho da puta aí de cima!
Sem imagem de perfil

De Tânia a 05.07.2012 às 10:41

Haverá sempre uma razão para dizer mal de um político... Seja ele quem for, e ganhe o que ganhar ou faça o que fizer... Alguém irá sempre arranjar forma de criticar... Mas há realmente muitas injustiças na distribuição desses recursos... Em Pombal, onde vivo, verifica-se exatamente a mesma situação já descrita por noutro comentário: os filhos dos ricos todos frequentm a Casa da Criança (da responsabilidade da Santa Casa da Misericórdia) e pagam nmo máximo 100€) e os dos pobres nunca têm vaga lá...
Sem imagem de perfil

De fernando antolin a 08.07.2012 às 15:26

Sofia,desculpe mas creio que " chuta " ao poste. Se Pedro Passos Coelho e a mulher, os dois empregados e ganhando, se calhar, um pouco acima da média nacional..., resolvessem pôr a filha no "privado", pagando o que lhes pedissem, nada a opôr, a não ser que a mensalidade fôsse paga directamente pelo gabinete do 1º ministro e do orçamento que a esse gabinete cabe. Agora, se me garantir que todas as crianças que estavam em lista de espera e com rendimentos mais baixos do que os do casal em questão, estão colocadas, tudo bem.Embora não possa deixar de achar estranho que uma entidade chamada Infantário do Povo, numa zona como Queluz-Massamá, tenha todos os miúdos apoiados e assim sobrou vaga para a filha do 1ºministro, mesmo que até pague a mensalidade máxima prevista. Paga ?? Com toda a simpatia

Fernandom Antolin
Sem imagem de perfil

De Joaquim Esteves a 21.07.2012 às 02:53

Concordo em pleno Fernando o que compram, o que pagam os politicos ou governantes com as suas remunerações não deve ser assunto de discussão.
O post da Sofia pretendia branquear uma situação vergonhosa que não deve passar despercebida. É verdade que acerta no poste quando na realidade o que queria era chutar para canto.
Em Massamá existem bem uns 8 infantários privados, só nas redondezas deste que é IPSS. Qualquer um deles com excelentes condições e com um custo médio de €500.00. Nada que arruinasse certamente o nosso primeiro ministro e que ninguém poderia dizer que não estaria misturada com crianças comuns. Considero de mau gosto a observação ao menino pobrezinho, mas na realidade do que conheço não me parece que o INFANTÁRIO DO POVO EM MASSAMÁ sirva o que deveria ser o seu real propósito ( razão para ter o estatuto de Instituição Particular de Solidariedade Social ) de ajuda a crianças carenciadas e/ou familias que necessitem de apoio social.
Sem imagem de perfil

De frases a 10.07.2012 às 23:02

Realmente, é tudo a puxar por tudo o que mexe a ver se saem os esqueletos dos armários. A mim cheira-me que existe neste momento gente com muito poder a querer mandar governos abaixo e o cheiro leva-me para a problemática da privatização RTP.

Comentar post