Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




razões para isto ser o que é

por Alexandre Borges, em 06.08.12

Para não incorrer em contra-ordenação, uma pessoa tem de ter a mesma morada em todos os documentos do carro (ter moradas diferentes coloca, certamente, vidas em perigo). E, para ter a mesma morada em todos os documentos, é preciso entregar um formulário na Loja do Cidadão. As senhas esgotam por volta das dez da manhã. Quando se consegue lá chegar vivo, entrega-se o formulário. Do outro lado, um zeloso funcionário diz, movendo o menor número de músculos possível: isto está a azul. Tem de ser preenchido a preto.

A preto.

Juro.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Imagem de perfil

De Vera Gomes a 06.08.2012 às 12:28

Pois quando fui eu faltava 1 impresso que é fornecido única e exclusivamente in loco. E a DGV simplesmente não o tinha. Nem o teve durante mais de 1 mês. O que me vale é que o agente olhou para o BI e percebeu que de facto eu andava a alterar as moradas nos documentos, considerado a data de emissão do mesmo. Caso contrário, tinha multa para pagar à custa de algo... rídiculo: dos dois impressos necessários (na altura) apenas 1 era disponibilizado online. O outro...esgotado...
Sem imagem de perfil

De Portuga Sofredor a 06.08.2012 às 14:32

É só para saberem o que custa ser português e ser governado pela cambada..... que nos governa há 900 anos.
Sem imagem de perfil

De p D s a 06.08.2012 às 16:04

Alexndre,

eu tambem acho ridiculo...mas exactamente como os contratos com os bancos, de certeza que em letras pequenitas, nas intruções de preenchimento estará a indicação de : "preenhcer a preto" !

Se calhar não as leu...
Sem imagem de perfil

De José Andrade a 06.08.2012 às 18:09

Penso que neste caso, infelizmente como em tantos outros, existe um fenómeno de propagação de 'uma coisa dista muitas vezes, erradamente, acaba certa'.
Ninguém pode ser obrigado a ter uma única morada. Portanto, posso ter as moradas que entender, nos documentos que entender, desde que, quando notificado, eu, ou alguém por mim, os receba.
Já me aconteceu também ter apanhado com um zeloso guarda que, perante três moradas, em três documentos do carro - titulo propriedade, carta e seguro - entendeu que podia passar uma multa. Mais, dizia que até podia aprender o carro e deter. Eu sei que vivo e convivo num país de absudos. Homens, leis e factos.
Mas daí até ser obrigado a englir uma medida que só em certas partes dos países ditos ditatoriais é comum, isso não contém com a minha paciência. Se a lei está mal. Se quem a fez e assinou não sabe que vivemos num país, em que mesmo no tempo da dita ditadura. isso não acontecia, contém comigo para os ensinar. E já agora... reclamem. Usem o mail e o telefone, essa é uam das funções para que está vocacionado.
Sem imagem de perfil

De Observador a 06.08.2012 às 20:58

Sim, terá razão se o cidadão "desde que, quando notificado, eu, ou alguém por mim, os receba". O que NÃO sucede na maioria dos casos, furtando-se em regra e alegando, exactamente, que "a morada não é aquela". Acresce que na maioria dos casos a pluridade de moradas decorre de desleixo e não do facto de o cidadão ter ou escolher mais do que uma morada. Tudo isto são floreados.
Sem imagem de perfil

De João a 06.08.2012 às 20:59

Existe uma coisa chamada Cartão do Cidadão. O cartão do Cidadão tem um leitor. Com o leitor e o cartão é possível, a partir de casa, alterar a morada em entidades oficiais, incluindo a da Carta de Condução e nos Serviços de Finanças. Tudo isto sem ser preciso ir à loja do Cidadão.
Sem imagem de perfil

De sampy a 06.08.2012 às 21:25

Ó Joãozinho, explica lá isso: tens um leitor de chips do cartão do cidadão em casa?
Sem imagem de perfil

De João a 07.08.2012 às 01:18

Sim. E qualquer empresa que utilize plataformas digitais de contratação também o tem, para validação e assinatura digital de documentos. Não é transcendente.
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 06.08.2012 às 21:57

Perguntem ao Mister Relvas como se ultrapassa esse escolho burocrático e pidesco ele de certeza já o ultrapassou!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.08.2012 às 23:10

O João - tem razão

Vendem-se nas Conservatórias, como pãezinhos quentes.

Muda moradas nas financas, segurança social, eleitor, identificação civil e serviço nacional de aáude.

Carta de condução, não Ó joão...

O leitorzito é jeitoso para que se souber amanhar com ele
Sem imagem de perfil

De cblue a 07.08.2012 às 00:57

Não há fundamento legal para se obrigara a ter a mesma morada em todos os documentos do caro. è um mito - se perguntarem ao agente autuante para vos dizer a norma que tal prescreve, nehum sabe. Não existe. O Código Civil permite que todo e quleur cidadã tenha mais de um domicílio oficial. E é o Código Civil que vale. Não a palavra dos agentes autuantes.
Sem imagem de perfil

De maria a 08.08.2012 às 13:06

Os faxes também deviam ser escritos a preto, corria-se o risco de o scanner não reconhecer devidamente o azul. Fotocópias? Melhor a preto (e o que fosse "sublinhado" com aqueles marcadores de que a malta tanto gostava na escola? não aparecia). Ou seja, toda a informação que possa vir a ser processada por tecnologia de scan óptico deve ser introduzida com o maior contraste cromático possível relativamente ao suporte (chiça, agora até parecia um funcionário público a escrever manuais...). Ou seja, tudo a preto.

A não ser que digam a azul, porque depois há aparelhos calibrados para só reconhecer o azul.

Comentar post