Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




trafego intenso de cucos justificava obra

por Rodrigo Moita de Deus, em 21.08.12

Nesta coisa da tecnovia o mais surpreendente é que alguém se tenha lembrado de construir uma autoestrada no baixo alentejo. Repito: baixo alentejo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Prof. Sir Aiva a 21.08.2012 às 16:00

No reinado de D. Maria I, também se projectaram estradas; e o primeiro cuidado foi lavrar em Lisboa colunas monumentais para marcar as léguas. Cada marco tinha um relógio de sol; mas como, às vezes a légua acabava à sombra, debatia-se qual era preferível: errar a medição ou ficar o relógio de sol sem luz. Por não se chegar a um resultado, deixaram de fazer-se as estradas.
Gastaram-se, em compensação, nove milhões de cruzados na construção do Convento Novo.
Apesar de Pombal, a estupidez dos Governantes era a mesma...
Não mudou nada até agora, os governantes e assessores , são os mesmos de outrora.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.08.2012 às 17:33

Afinal é deserto e depois criticaram o outro
Sem imagem de perfil

De Algarve a 21.08.2012 às 18:42

Explique lá para quê autoestradas se depois colocam portagens?Fazem as estradas dos pobres que são as nacionais cheias de GNR´s a chular o dinheiro ao povo,e depois fazem as autoestradas para os politicos,sem transito porque o povo não tem dinheiro,com GALP Frota,via verde,tudo de borla.
Sem imagem de perfil

De pedro a 21.08.2012 às 17:51

Rodrigo: Sou partidário da implosão de algumas obras megalómanas e sem condições de sustentabilidade ,para
que o povo perceba o que se passa neste país falido ,por exemplo: estádio do beira-mar ,do Leiria , do Algarve . Mas temos de compreender que os governantes viviam na ilusão de um crescimento de 3% ano e estamos com uma recessão de uns 3%.Penso que o crescimento desde 2000 deve ser 0,...%ao ano, logo é só fazer contas. Quando passo a horas mortas na A 17 ,faço Marinha Grande até Aveiro e vejo uns 10 carros nos dois sentidos. Portanto essa coisa da megalomania já vem das expo , CCB , casa da música ,etc. Claro que sei que o maior irresponsável estuda filosofia e continuam cá as suas viúvas!
Sem imagem de perfil

De Algarve a 21.08.2012 às 18:38

Porquê que não acabam as estradas que estão quase acabadas como a circular de Faro e as que estão no principio ou a meio deixam para quando houver dinheiro?Em Faro até está uma estrada corta devido a essas obras(foi mais devido ao presidente macario porque poderiam ter feito as obras sem cortar a estrada,vamos ficar quantos anos com a estrada interdita á passagem de viaturas?No entanto acho bem que deixem de dar dinheiro a esses gajos e invistam em quem produz alguma coisa e emprega pessoas,estes gajos era só chular o estado!!Faturavam 8 milhões de euros e gastavam 2 milhões,mesmo assim possivelmente não pagavam mais de 900euros a um motorista por exemplo.Isto são empresas que não interessam a ninguem,excepto a quem manda fazer as obras..
Sem imagem de perfil

De Algarve a 21.08.2012 às 18:47

Quando é que o estado vende os CTT que passa ao lado de todas as polemicas?Até generais teem na administração,desvios,pelo menos com o Horta,era aos montes e ninguem foi despedido,era uma America e deve continuar igual.Ainda existe generais das forças armadas nos CTT,Correios de Portugal?
Imagem de perfil

De Nuno Carrasqueira a 21.08.2012 às 21:50

Então não se vê logo que é para escoar o intenso tráfego associado ao aeroporto de Beja?
Sem imagem de perfil

De André Miguel a 21.08.2012 às 22:54

Realmente se a única que por lá existe, e é entre a capital e a fronteira, já é um deserto imaginemos mais uma...
A não ser que estejam a pensar nos turistas que aterram em Beja e queiram ir a banhos a Sines ou ao Algarve.
Sem imagem de perfil

De fascista a 22.08.2012 às 04:20

em Beringel tamém temos carros pa dar 150 á hora....

se calhare querias que fôssemos a lisboa com eles pa andar na auto route
Sem imagem de perfil

De é uma pista de aterragem alternativa a 22.08.2012 às 04:23

foi pensada para a guerra com marrocos

estas moitas sem geopolítica...

quando os russos e os chinks cá chegarem

bais ser a primeira moita a ser fuzilada por baixa traição ao povo alemptjanu
Sem imagem de perfil

De don perignon a 22.08.2012 às 13:05

E eu digo mais: baixo alentejo. O baixo alentejo quer-se como reserva de caça. Não quero que me espantem as rolas e as codornizes. O baixo alentejo, mailas esas charnecas do interior, para lá de Loures, querem-se com caminhos e terra bem planados com cilindros, para passar com jipes com cães e cavalos nos atrelados.

Comentar post


Pág. 1/2