Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




é fazer as contas

por Rodrigo Moita de Deus, em 27.08.12

É claro que a RTP dá lucro. O que importa não esquecer é que lucro da RTP custou aos contribuintes 350 milhões de euros.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De O pobre a 27.08.2012 às 15:34

Vamos privatizar os Hospitais que só dão milhões de prejuízo...
Já agora a Educação também, que os analfabetos só sabem gastar.

Fecha a Marinha, que os submarinos do PP, só comem e bebem e não fazem nada...
etc...
Sem imagem de perfil

De bush of god a 27.08.2012 às 16:22

vamos privatizar os centros de saúde, vamos privatizar os transportes, vamos privatizar o meu caralho, em suma, nada.

vamos privatizar foda-se! era só privatizar lisboa, porto, coimbra e faro.

privatizar o caralho! só privatizações de pontes, então, as duas capitais é aos magotes e ainda querem mais.

ide privatizar a cona das vossas mães!

a RTP é nossa, só dá lucro, querem é privatizar os lucros todos, privatizem é os prejuízos.

vocês são o elo mais fraco!
Sem imagem de perfil

De bush of god a 27.08.2012 às 17:57

E querem tirar-nos o gordo de cima?
Fascistas,queremos o gordo e o Jorge Gabriel e os outros gajos bons todos da RTP, como aquele do Elo mais fraco e o José dos Santos.
A SIC e a TVI não têm gente de jeito.
RTP! RTP! RTP!
Eu vejo sempre o Zig-Zag.
Aquilo é melhor serviço público, que o Doutor Hermano Saraiva.
E só o doutor Soares era capaz de criar umas memórias do futuro, dantes no tempo da televisão fascista e salazarenta só havia memórias do passado, agora com a televisão progressista até as temos do futuro, só a RTP tem capacidade para TV de qualidade.
E viva sócrates, apesar de já estar entradote.
Sem imagem de perfil

De António Pedro Pereira a 27.08.2012 às 15:38

Pode parecer que não, mas isto anda tudo ligado.

Posted by J. Norberto Pires in De Rerum Natura
SEMANA DE LOUCOS – Tudo isto aconteceu na mesma semana.
Cratera na execução orçamental: Ouvi (li) bem? O buraco na receita fiscal acumulada líquida em Julho de 2012 é de 3 mil milhões euros (-3.5% do que em igual período de 2011)??? 3 000 000 000 de euros??? E o saldo global da execução orçamental do subsector estado em Julho de 2010 é de 3 979 900 000 euros???
Está tudo aqui na Síntese de Execução Orçamental do Ministério das Finanças.
Victor Gaspar tem muito que explicar.
Faltam 6 mil milhões de euros: Há dias fui fazer um almoço rápido a Viseu. A menina que me atendeu enganou-se no troco, mesmo depois de várias tentativas com uma máquina de calcular. Fiquei triste, a pensar para onde vamos como país, e almocei a pensar em álgebra e em como prestamos tanta atenção ao acessório esquecendo o fundamental. O mesmo se passa com a (não) discussão sobre o OE2013, o orçamento mais importante das últimas décadas.
Nuno Crato tem muito que explicar/fazer.
Assessor Borges inventa uma muita gira: Portugal é o país das rendas. A ideia simples de fazer algo sem uma renda do Estado aterroriza qualquer “empreendedor”. Os contribuintes pagam para TUDO. O plano para a RTP, iniciado com um governo do PSD (Morais Sarmento), tinha já efeitos em 2013. Ou seja, a RTP não precisaria mais de indemnizações compensatórias e teria de viver com os 140 milhões da renda pública que todos pagamos na fatura da eletricidade e com os cerca de 50 milhões de publicidade.
Pedro Passos Coelho tem muito que explicar.
A TROIKA visita-nos na semana que vem, a partir de 3.ª feira.
---------------------------------------------
Posted by Carlos Fiolhais in De Rerum Natura
A televisão de Relvas
Ontem, o Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, geralmente bem informado em questões do PSD, esclareceu-nos que Miguel Relvas, cujo curso universitário está a ser investigado na Lusófona (era bom que os resultados aparecessem depressa), mandou o seu correligionário político António Borges anunciar, numa televisão privada (a TVI), o fim da RTP2 e a entrega da RTP1, com um chorudo bónus e portanto com lucro grantido, a um operador privado. Não lembraria ao diabo, mas ter-se-ia lembrado ele.
Como muita gente estou indignado por mais este parceria público-privado (PPP). Não chega de PPP ruinosas? Eu tinha percebido que privatizar a televisão do Estado era vender a bom preço o que não era serviço público (RTP1 com o "Preço Certo" e quejandos) e manter a RTP2, fortalecendo um verdadeiro serviço público a que na Constituição e que os outros países europeus desenvolvidos também têm. Relvas quer, porém, inovar, como já procurou inovar na obtenção do seu curso. É bom que alguém o impeça. O que é que ele ainda está a fazer no governo? Cada dia que está é mais uma dor de cabeça para Passos Coelho.
Sem imagem de perfil

De António de Oliveira Salazar a 27.08.2012 às 16:36

Portugueses, quando me obrigaram a criar a RTP,eu disse que criar uma radio-televisão, para aquela gente mal agradecida de Lisboa, que já tinha electricidade, esgotos e rádio e ainda queriam ver umas momices numa caixa importada, que não dá de beber, nem de comer a um milhão de portugueses, era uma parvoíce.
Criaram a RTP e o pessoal da oposição, continuou a ir ao teatro de revista, a ouvir brejeirices sobre o meu santo regime, em vez de ouvir a orquestra filarmónica, ou aquelas peças muito de serviço público com música sacra e missa ao domingo, com futebol também ao domingo, porque agrada a Deus que não se ponham a dormir durante a missa.
Há que dar às pessoas razões para viverem e morrerem a bem da nação e acho que o serviço público de radio difusão, cumpriu essa santa missão.
Deveriam agradecer-me eternamente, por vos ter posto em casa tão meritória e abnegada instituição.
São apenas uma centena de milhões em salários, ou seja apenas 100 contos de réis, uma pechincha.
Mais do que isso pago eu, da conta de luz no palácio de Belém.
Sem imagem de perfil

De O pobre a 27.08.2012 às 16:43

Não sabem gerir 3 canais de televisão e querem governar um país...., mas que retardados mentais !
Sem imagem de perfil

De há 3 canais? como o da mancha? a 27.08.2012 às 17:21

Nós aqui na serra do Caldeirão, apanhamos o canal de mértola, o Odi Ana, Wadi Ana para a Al Jazeera, para quem tem um prato daqueles ligado ao gerador a gasóleo, nos intervalos da ordenha.
Agente aqui vê a TêVê marroquina e apanha a TVE com o TDT, acho que de quando em quando, há quem vá à capital desta taifa, ver a RTP se há futebol, ou as novelas da TVI, há também quem veja a SIC, mas eu cá não sei porquê, caquilo é tudo igual, tirando o gordo, que isso é de uma qualidade que arrepela a velharia toda que fugiu da serra com medo do Inverno e dos assaltantes, que diga-se de passagem, nunca nos assaltam, apesar de assaltarem a moto do padeiro já por duas vezes, quando vimos a moto lá a entrar na vereda fugimos a trancar as portas, que é capaz de ser um desses romenos que limpou o padeiro.
O pão já vai a 2 euros o quilo, que o ladrão do padeiro diz que o gasóleo está caro.
Use gasolina pôrra.
No correio da manhã da semana passada ainda não veio nada sobre a privatização da RTP, na TVE também não disseram nada, a mota que traz os dois jerrican's de gasóleo leva agora 10 euros por jerican, fascista.
O meu primo já não nos deixa abrir a televisão que fica caro, diz pra ouvirmos rádio e trazermos pilhas.
Unhas de fome, um latifundiário destes com 3500 metros quadrados em casas e um quarto de milhão de metros quadrados em alfarroba tostada e cortiça estaladiça e acha que 10 euros para ver televisão é caro.
Falta cultura do serviço público a estas gentes.
Ordenhe as vacas à mão pôrra.
São só duas, gastar tempo de TV a ordenhar vacas que desperdício, ele que venda as vacas e compre um painel solar, que a água do poço é fria.
Para que raio quer ele o leite?
Já tem quase 70 anos.
Foi por não ver a RTP que o irmão dele se enforcou, já lá vão uns vinte e tal anos, se tivessem então o gerador em vez dos candeeiros a petróleo, provavelmente estaria vivo.
A RTP salva vidas.
Sem imagem de perfil

De O pobre a 27.08.2012 às 16:34

Posted by O Jumento

Libertadores

A estátua equestre do Terreiro do Paço devia ser substituída por uma do dr. Catroga, o país só ficaria a ganhar se em vez de um cavalo exibisse um dos seus mais brilhantes libertadores. Catroga é o símbolo vivo da libertação da EDP do jugo do Estado, a empresa que dantes sofria nas mãos do Estado português vive agora a liberdade que resultou da venda da quota estatal.

Dentro em breve o país libertará a RTP do jugo estatal, apenas se está à espera de que comece a dar ainda mais lucros operacionais, depois fica-se com a dívida, elimina-se o canal que não dá lucro e liberta-se o país deste peso entregando-a aos amigos da Covina e da Ongoing pois é tão certo que estes grupos levam a RTP como era certo o comprador do Pavilhão Atlântico.

Entretanto, a Assunção Cristas já encontrou uma forma de levar a liberdade aos terrenos queimados pelos incêndios no Sotavento do Algarve, passarão a fazer para bolsa de terrenos a dar aos jovens do CDS e do PSD e só resta esperar pela alteração da legislação relativa à construção em terrenos agrícolas para depois vermos as serras algarvias cheias de casas de jovens agricultores.

O Pavilhão Atlântico já foi libertado por um genro do senhor Presidente e é de esperar que o Ângelo Correia também consiga libertar o Estado de alguns negócios de águas, coisa para a qual é sabido e cientificamente demonstrável que o Estado não tem qualquer vocação.

Aos poucos o país vai sendo libertado e quando este governo cair, por questões de ordem política ou, o que é mais provável, por razões sanitárias, o país terá sido libertado de todo o património, vendido a preços de saldo. Nessa altura teremos uma nova classe de libertadores e até pode ser que algum deles empregue o António Borges que, como se sabe, é o assessor do governo para a escolha destes novos salvadores da Pátria.

O papel do assessor deverá ser assegurar que a coisa fica bem repartida pelos diversos grupo de libertadores, os sugeridos por Passos Coelho, os protegidos pelo Paulo Portas e os do Relvas. É que a generosidade desta gente no esforço por libertar o país é tão grande que é necessário garantir que tudo corra bem e não haja conflitos, é por isso que é necessário gastar tanto com escritórios de advogados e com assessores especiais.
Sem imagem de perfil

De O Pobre de espírito a 27.08.2012 às 17:00

Posted by O Aumento

Lavradores

A estátua equestre, ou seja a estátua com uma cavalgadura a servir de assento à amante do Marquês de Pombal, algures no Terreiro do Paço devia ser substituída por uma do senhor Doutor Advogado Mário Soares, o país só ficaria a ganhar se em vez de um cavalgadura com outra em cima, se optasse por um modelo mais Socrático em simples e se exibisse assim um dos seus mais brilhantes libertadores.

O senhor Doutor Professor de Universidades de Verão e de Inverno, é o símbolo vivo da libertação da nação do jugo do Estado Salazarista e corporativista, dominado por advogados e banqueiros e patos bravos. A nãção que dantes sofria nas mãos do Estado repressivo português, vive agora a liberdade que resultou da venda da quota estatal a homens de boa vontade e de grandes princípios para quaisquer fins.

Dentro em breve o país, que não é o estado, pois há o país e há o estado, libertará a RTP do jugo estatal, mas não libertará o estado nem o país, do jugo da RTP pois isso seria excessivo,apenas se está à espera que comece a dar ainda mais lucros operacionais, pois os que dava até agora nem pagavam as cabeleireiras nem os bilhetes da TAP e da VARIG, depois fica-se com a dívida, que é enorme, mas menor do que a do Alberto João, se não se privatizasse, não teríamos obviamente de a pagar, pois bastaria ir acumulando, como nos últimos 55 anos.
Depois elimina-se o canal que não dá lucro, resta claro saber escolher qual deles é que dá lucro, acho que deve ser o RTP África, pois é pago em kuanzas e fica mais do que de graça e liberta-se o país deste peso entregando-a aos amigos da Onça e da Boing ou Boeing pois é tão certo que estes grupos levam a RTP em ombros,como era certo na corrida de touros da RTP.

Entretanto, a Assunção Cristas já encontrou uma forma de levar a liberdade do 25 de Abril aos terrenos queimados pelos incêndios no Sotavento do Algarve e no Barlavento da Atouguia da Baleia e do Marvão, passarão a fazer parte do preço certo, a dar aos jovens desempregados, que tenham sido condenados por fogo posto, para aí atearem os seus fogachos durante todo o ano.
Só resta esperar pela alteração da legislação relativa, que curiosamente não foi necessária para encher os terrenos agrícolas algarvios e lisboetas de casario, inclusive a reserva agrícola nacional, para a construção em terrenos agrícolas sem caminhos e com veredas tão fundas, que é uma sorte que não chova nada de jeito por aquelas bandas desde Sancho II ir com os seus bandos de moldavos e romenos saquear os alemães e as velhotas na serra à míngua de gente, para depois vermos as serras algarvias cheias de casas de jovens agricultores, que reconstruiram as vinte mil em ruínas que aí existem.
Eu Pobre de espírito a bem da nação mação.
Ditado por mim e por mim Assinado: + + ++ +

Sem imagem de perfil

De Aldrabão, só 350 milhões? a 27.08.2012 às 21:44

Custou uns dois BPN's nos últimos 38 anos.
Só em gabrielas cravo e canela e JREwings, foram uns 4 submarinos sem portas.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 28.08.2012 às 21:03

se dá prejuízo, presumo que não vá aparecer ninguém interessada nela, certo?
Sem imagem de perfil

De Distraído a 30.08.2012 às 12:26

Por fim, o terceiro erro está em o valor da indemnização compensatória estar ele mesmo errado. O valor correcto é de 145 866 455 euros, como se pode constatar no Diário da República. Ou seja, a RTP recebeu mais 24.7 milhões de euros do que os 121.1 milhões que foram badalados para a comunicação social. Coincidência ou não, estes 24.7 milhões são mais do que o lucro declarado. Ó senhores da RTP, importam-se de refazer as contas, sff?

http://aventar.eu/2012/08/29/o-nao-lucro-da-rtp-em-2010-e-o-valor-errado-da-indemnizacao-compensatoria/

Comentar post