Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 11.09.12

Não sei o que indignou mais as pessoas: as medidas de austeridade ou o Paulo de Carvalho. É que podemos não gostar ou discordar das medidas de austeridade mas elas têm um racional. O Paulo de Carvalho, 50 anos depois, é que não.  


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De ze p. a 11.09.2012 às 14:31

Quanto a mim desfiz umas dúvidas. O Relvas e Passos Coelho não são amigos por acaso. Merecem-se um ao outro. E nós não merecemos nenhum deles.
Sem imagem de perfil

De ó pá em política nã há amigos a 12.09.2012 às 01:50

quanto muito há inimigos do peito..

ou do outro lado...

ñós quem?

o partei? a liga dos imbecis?
Sem imagem de perfil

De Jedi a 11.09.2012 às 14:38

E o Portas...onde anda o Portas?
Sem imagem de perfil

De Braveman a 11.09.2012 às 15:29

Quem me dera a mim pagar 18% de Segurança Social


http://tasquinha.blogspot.pt/2012/09/quem-me-dera-mim-pagar-18-de-seguranca.html
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.09.2012 às 21:08

Quem não fala, consente.
Quem tem como "profissão" falar, e não fala neste caso britante de Robin dos Bosques invertido, está com ele.

E estas bocas sobre o cantor, só servem para (tentar) desviar para canto. Mas o assunto não o permite.
Sem imagem de perfil

De Britante como Brites de Almeida? a 12.09.2012 às 01:54

Ou britante commo a brita da tecnovia?

O cantor gostava dos meninos à volta da fogueira, mas não os deve ter visto dentro quando ia fazer umas vaquinhas num regime que agora já não é do seu gosto

um camaleão que ganha em todos os regimes e sobrevive no nazional cançonetismo devia ser primeiro no lugarr do primeiro califa deste dezesrto

ou dzert pra abreviar

Comentar post