Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




CDS

por João Ferreira do Amaral, em 15.09.12

Compreende-se o desconforto do CDS em relação aos anúncios sucessivos de aumento da carga fiscal. É o caminho diametralmente oposto ao da ideologia que o partido professa.

Contudo, a execução de políticas, sejam elas quais forem, pressupõem a existência de um Estado soberano. Estando este "suspenso", todos os programas e princípios devem subalternizar-se à missão patriótica de devolver rapidamente o destino de Portugal aos Portugueses. É só isso que interessa neste momento. O resto fica para depois.

 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De tric a 15.09.2012 às 13:03

"É só isso que interessa neste momento. O resto fica para depois."
.
fica, fica... primeiro a ruina do mercado interno de Portugal, depois ...tratamos das questões do impostos!! aliás, o silêncio sobre a renegociação das parcerias publica privada por parte do CDS, mostra que tambem...para o CDS esses acordos são blindados !!
Sem imagem de perfil

De tric a 15.09.2012 às 13:18

é engraçado...se os nossos credores quiserem arruinar a ecónomia de Portugal, tem luz verde por parte do Governo!! a Troika nem palavrinha sobre as parceria publico privadas...que foram elaboradas na base projecções irrealistas!!

Comentar post