Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




querem acabar com as tradições

por Rodrigo Moita de Deus, em 06.05.07

Nas toiradas e no futebol também há muitos apupos. Mas o ténis tem aquela tradição única de vaiar os políticos. Ritual mais do que suficiente para todos os anos me levar até ao Estoril Open. Mas este ano algo mudou. Isaltino Morais estava fora do país e o ministro Silva Pereira "delegou" em Eusébio a entrega do troféu. Resultado: sem vaia final o espectáculo ficou mais pobre. O público saiu do corte central maçado com mais esta limitação à democracia participativa.

 

ACTUALIZAÇÃO: Dizem-me que Isaltino estava em Portugal e no Estoril Open (não o vi). Parece que preferiu não ir entregar os prémios nem ver o jogo. Esta informação muda completamente o sentido do meu poste.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.05.2007 às 10:39

Isaltino Morais não estava fora do país. Aliás, esteve a almoçar ao meu lado na tenda e depois foi ver o jogo. Só não teve foi coragem de aparecer no final e levar a maior assobiadela de sempre. Foi só uma questão de cojones...

Dragão de Lisboa

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds