Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




as mentes brilhantes do crescimento económico

por Alexandre Borges, em 20.11.12

O Aeroporto de Beja, que chegou a estar anunciado para 2008, abriu três anos depois.

Um dos vários atrasos da obra ficou a dever-se a um erro de construção da pista - coisa pequena: constatou-se que não tinha a solidez necessária para suportar aviões comerciais. O pequeno lapso implicou um custo adicional de 8 milhões de euros. E não foram encontrados culpados.

Em 2010, podia ler-se num relatório do Tribunal de Contas: "merece sérias reservas o facto de o Estado ter procedido à criação de uma empresa pública, cujo volume de negócios, passados nove anos, é inexistente, onde já foram gastos cerca de 35 milhões de euros, em custos directos da obra e custos de funcionamento, sendo ainda necessário despender mais 39 milhões de euros para operacionalizar o aeroporto, bem como dar cobertura a défices de exploração da empresa até 2015".

Estava pensado para acolher uma companhia low-cost que lhe daria um crescimento "exponencial", mas foi preciso vir o vice-presidente da Ryanair para que alguém dissesse o óbvio: "é muito longe de Lisboa". Por isso, "não interessa". Comentário (e humilhação) final: "não deveria" ter sido construído.

Imagem perfeita do que foi a governação Sócrates, inaugurou na agonia dos últimos dias, a 13 de Abril de 2011.

Até final do ano, recebeu 2281 passageiros. Uma média de 8,7 passageiros por dia. 8,7.

É melhor não fazerem contas a quanto nos custou até agora cada passageiro.

É que, ainda por cima, alguns desses milhões foram, garantidamente, para a rubrica "estudos".


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De JG a 22.11.2012 às 13:34

Tantas bolachinhas que se podiam comprar com os 38 milhões de euros gastos inutilmente em mais uma loucura que nos ia conduzir ao estado actual. Mas isto, todos estes milhões pelo cano abaixo e o abismo para onde o país se dirigia, não perturbaram Nicolau Santos. Agora, é que acordou e viu a criança sem bolachas no super . Mas agora é tarde Nicolau...

Comentar post