Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A libertação e a minoria

por Rodrigo Moita de Deus, em 08.05.07

Ouvi ontem Miguel Portas a lamentar o comportamento da polícia Estónia com os manifestantes russos. Por pouco não lamentou a saída da estátua do soldado de bronze do Exército Vermelho. É pena. Teria sido boa oportunidade para lembrar que morreram mais inocentes durante os 50 anos de "libertação" soviética da Estónia que nos 2 anos de ocupação alemão. Seria também boa oportunidade para lembrar que aquela "simpática" minoria russa, antes de 1991 eram privilegiados colonos enviados para garantir o controlo do país.

Em todo este caso, notável não é o governo estónio mudar a estátua para outro sítio qualquer. Notável é ainda existir estátua.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.05.2007 às 08:56

´E o que da por-se a comentar sobre uma realidade que conhece de forma obliqua...fraco post, mas a blogosfera serve para isto mesmo. Leia o The Economist e informe-se melhor sobre o contexto da situacao que comenta.
Imagem de perfil

De Rodrigo Moita de Deus a 09.05.2007 às 10:11

Ah! Então é isso! O Economist! Eu li uma coisinha sobre o assunto nas Selecções do Readers Digest mas calculo que não sirva, não é?

Comentar post