Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Hoje (ontem?) pela manhã ouvi na TSF que Bento XVI atacou o marxismo e o capitalismo. No caso do segundo teria dito que o capitalismo é responsável por existirem cada vez mais pobres. Achei estranho, porque se há coisa que este Papa tem é atenção ao Mundo, não fosse alguém que merecidamente deve ser tratado como intelectual no melhor sentido da palavra. Pois. Parece que afinal a razão do ataque ao capitalismo não foi essa. Até onde vai a indigência do jornalismo de causas?

The pope also warned of unfettered modern-day capitalism and globalization, blamed by many in Latin America for a deep divide between the rich and poor. The pope said it could give “rise to a worrying degradation of personal dignity through drugs, alcohol and deceptive illusions of happiness.”

O capitalismo cria cada vez mais pobres, não é? Em várias fontes que consultei aparece este texto, até na Lusa, só na TSF é que não há quem traduza direito.
Ao menos o que Bento XVI realmente disse pode-se discutir se é consequência do capitalismo ou do relativismo ético (já nem sequer é só moral) que não faz, de todo, parte do que se poderia chamar “unfettered capitalism”. 

 

(Helder no Insurgente)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds