Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




democracia, segundo Soares

por João Ferreira do Amaral, em 12.04.13

A minoria que se apoderou do país em 1910 estabeleceu um regime exclusivo para republicanos, restringindo parte das liberdades de que ela própria gozara durante a monarquia constitucional. À bandalheira seguiram-se 48 anos de partido único e de ditadura, só terminados em 1974.

Talvez apoiado numa Constituição que nos obriga a todos a caminhar para o socialismo, Mário Soares considera que só os socialistas têm legitimidade para liderar órgãos de poder político. Tal qual como Afonso Costa e Salazar em relação aos respectivos correligionários. Não há nada a fazer. Parece ser intrínseco aos republicanos.

O que já não pode ser tolerado no Estado de Direito do século XXI é este tipo de discurso com ameaças sicilianas. Mesmo tratando-se de uma afirmação cretina, espero que o Ministério Público esteja atento e actue se houver matéria criminal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De errado não houve 48 anos de partido únik a 13.04.2013 às 01:48

a revolta de sinel de cordes de abril de 25

deu origem ao movimento anti par lamentar de 28 de maiô de 1926

só em 1928 salazar regressa à pasta das finanças

e a partir daí consolida o poder

logo a ditadura militar não tem partido organizado

a união nacional só nasce em 1930

logo 44 anos de partido único

e praí uns 41 de câmara corporativa

além disso salazar perdão soares é ininputável

pelas mesmas razões do outro velho que caiu da cadeira

Gripou e já não sabe o que diz

diria mesmo mais acho que nunca soube

e isso é que demonstra o verdadeiro artista
é um pré-socrático que filosofa de ouvido

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds