Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




não amiguismo

por Rodrigo Moita de Deus, em 30.04.13

Santana Lopes escreveu um livro sobre os poderes presidenciais. Ainda que não esteja curado da Sampaioticária pelo menos é preciso reconhecer coerência. O Santana Lopes que conheci sempre foi por uma mudança profunda nos poderes constitucionais. Não sei onde esteve nestes últimos anos mas pelo menos parece que voltou agora. Quem faz travessias no deserto volta sempre com melhores cores.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Ora Porra ! a 30.04.2013 às 16:48

No próximo ano, na feira do livro, vai estar em promoção (o livro) por 1,5 Euros... e nem assim vai vender !
Sem imagem de perfil

De Carlos Romeira a 30.04.2013 às 18:02

Amigo "Ora Porra", acredito que seja uma obra pela qual muitos pagarão o seu valor para a ler (onde eu me hei-de incluir).

Claro que existirão sempre alguns (poucos), que mesmo oferecido nunca a irão ler! Sabe... o seu conteúdo não será acessível a quem possuir QIs demasiadamente baixos!...
Sem imagem de perfil

De Bolas espera dois anos que está a saldo a 30.04.2013 às 23:16

de 1 eurro no jumbo

ou a 498$00 o quilo depende

nunca percebi porque não os punham a 499..
Sem imagem de perfil

De Carlos Romeira a 01.05.2013 às 11:39

Já ouvi o Dr. Santana Lopes falar sobre esta temática.

Não sei se toda a obra focará apenas o choque constitucional entre S. Bento e Belém, mas este não deixa de ser um problema que interessa a todos, uma vez que poderá resumir algumas das causas que provocam a instabilidade política no país.

Depois do 25 de Abril, temos em média um Governo constitucional a cada 1,8 anos!!! É certo que os primeiros anos da democracia foram particularmente instáveis, mas hoje continua a ser mais habitual pedir-se que um Governo caia, do que governe bem!

Porquê? Porque é também mais fácil adquirir o poder fazendo cair o Governo, do que mantê-lo mostrando serviço, uma vez que lá se chegue! Dá que pensar...
Sem imagem de perfil

De Marco Dinis a 30.04.2013 às 17:40

Estará no topo de vendas para muitos lerem e aprenderem. Santana Lopes como sempre com qualidade e pertinência a falar de um tema que é central na democracia em Portugal.
Sem imagem de perfil

De o livro fala? a 01.05.2013 às 01:51

livro com cheiro a banana ou a cabeça de cenoura

ficava melhor

por falar nisso o Jorge sampaio já fez um livro a explicar como pode o Sporting pagar a dívida e viver além dela?
Sem imagem de perfil

De Maria Rita Sousa Silva a 30.04.2013 às 18:12

Só os mais desatentos não podem achar que o tema central do livro não é interessante e sobretudo actual.
Belém e São Bento estão de costas viradas desde que existe um Presidente e um Primeiro Ministro em funções. A solução passará por dar mais poderes a um, menos a outro. Um Presidente dissolveu a AR, outro manteve um Governo e deixou o país ser "engolido pela Troika".

Será PSL o único a pensar nisto? E os Constitucionalistas? Será que servem só para analizar Orçamentos. E por falar em Orçamentos e Presidente da República. Parece que o nosso desconhece a "fiscalização preventiva" do mesmo. É oposição a São Bento - lá está - um choque constituicional
Sem imagem de perfil

De desatento a 01.05.2013 às 01:48

Psl dava uma boa sigla para partido

de resto já o disse a santana

Partido Santanista Liberalista

fica mal

talvez Partei sucia liberal?

deve dar 8% de votos no mínimo

e rouba 100 mil votantes ao partido dos animais

pois o pessoal da linha tem muitos cavais e cães
Sem imagem de perfil

De João Campos a 02.05.2013 às 17:19

um dia Darwin escreveu "A atenção é a mais importante de todas as faculdades para o desenvolvimento da inteligência humana."

Mas, quando existe "desatenção", pouco se pode fazer. Restam Equus ferus caballus castrados
Sem imagem de perfil

De Vitor Marques a 30.04.2013 às 18:26

Congratulo o Dr. Santana Lopes pelo seu trabalho. Eu também espero ansiosamente pelo seu lançamento, uma vez que hoje, mais do que nunca, é necessário avançar com ideias concretas e pragmáticas, que sejam a antítese do "jogo à zona", viciado e instável, que nos está a ser imposto pelo regime actual.
Sem imagem de perfil

De trabalho? a 30.04.2013 às 23:17

mas ele escreveu alguma coisa?
ou é pelA MAÇADA DE....
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.05.2013 às 16:51

Tem trabalho e é um exemplo para todos. Que inveja que vai por aqui...
Sem imagem de perfil

De Luis Lopes a 06.05.2013 às 12:30

Pedro Santana Lopes é um dos melhores e mais lúcidos políticos portugueses. Como naõ têm nada para lhe apontar inventam. Não é ladrão nem paneleiro,nem maçon nem protegido de ninguém logo não pode ir longe neste país

Comentar post