Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O número dois

por E, em 26.05.07
Um dos aspectos mais positivos do congresso em que José Ribeiro e Castro derrotou Telmo Correia foi o elevado nível de anti-nobreguedismo que se manifestou nos dois lados em disputa. Com a saída de Paulo Portas, Luis Nobre Guedes deixou de contar para o que quer que fosse e ninguém o queria ter por perto. Entretanto, depois da fase "pastor IURD", Nobre Guedes passou a "verde" e - surpresa das surpresas - voltou como número dois de Paulo Portas. Para além disso, começou a dar entrevistas.

Ver de que modo reagem algumas pessoas dos actuais órgãos àquilo que Luís Guedes apregoa, será um bom barómetro para perceber se o CDS está de facto são. No passado, ouviam e calavam. Era o tempo do respeitinho portista e da "lealdade orgânica". Hoje... Bem, hoje, prometeram que ia ser diferente. A ver vamos, a ver vamos.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Velasquez a 26.05.2007 às 16:49

Venho ca mt. Gosto mt dos comentarios deste blog:)

para quem gostar de poesia..q passe no meu:

abraço)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.05.2007 às 21:10

Não percebo o que é que o menino da mãmã vem aqui dizer.

Discorda de LNG? Onde? Porquê?

Eu, militante do CDS, achei bastante interessante a entrevista. Reli-me em muitas opiniões de LNG.
Sem imagem de perfil

De MP a 26.05.2007 às 22:51

É pena o anónimo não se assumir. Enfim ...

A posição de Luís Guedes na entrevista ao jornal Expresso, não tem que ser, necessariamente, partilhada pelos militantes (não apenas filiad@s) do CDS; arriscar-me-ia a referir que, muito poucos se irão rever.
Pessoalmente, não me revejo, em absoluto, na posição assumida/defendida.
Uma coisa é a "lealdade orgânica", como alude, outra coisa é o seguidismo ou unanimismo, no qual não me revejo.
Sem imagem de perfil

De Demokrata a 26.05.2007 às 22:59

Realmente é triste que Nobre Guedes tente derrotar o liberalismo pela esquerda. Mas apesar disso, ele até partilha de muitos valores comuns aos liberais, como a defesa dos casamentos homossexuais.
Enfim é a mediocridade em todo o seu esplendor.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.05.2007 às 01:22

Eu conheço o anónimo. É um "intímo" do Guedes
Sem imagem de perfil

De Maria Alegria a 27.05.2007 às 20:15

Se bem me lembro o dr. Guedes apoiou o dr. Castro nesse congresso. Se bem me lembro não ouvi ninguém rejeitar esse apoio.
Se bem me lembro o dr. ENP apoiou o dr. Castro nas directas.

Enfim, coisas e loisas...
Sem imagem de perfil

De libertas a 28.05.2007 às 00:56

A adopção do liberalismo económico é o melhor meio para irradiar a pobreza da face da Terra. O socialismo é o melhor meio de cavar a sepultura de muitos portugueses.

LNG está enganadíssimo:
1.só a liberdade de escolha, pela concorrência, poderá evitar a falência do SNS. Os indigentes receberão subsídios para contratar livremente, como os ricos, o seu prestador de cuidades de saúde.
2.só a liberdade de escolha, pela concorrência,
dará aos pais a possibilidae de escolherem a educação que pretendem para os seus filhos.

Na verdade, ou o CDS deixa de feder a socialismo ou seu eleitorado muda-se! Nem que seja para a abstenção!
Sem imagem de perfil

De enp a 28.05.2007 às 02:04

Mário Alegria, uma das muitas razões que me levaram a apoiar Ribeiro e Castro foi precisamente o não querer correr o risco de ter que ouvir o n.º 2 do CDS a dizer as asneiras que LNG diz.

Comentar post