Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Más escolhas

por Sofia Bragança Buchholz, em 07.03.16

"Carlos Barahona Possolo é o autor do retrato oficial de Cavaco Silva que passa a integrar a Galeria de Retratos dos ex-Presidentes no Museu da Presidência da República. É ele o autor do quadro escolhido entre os dois que foram pintados por dois artistas diferentes. O segundo quadro não foi revelado."
Claúdia revela-nos o segundo quadro. Ela acha que foi mal escolhido. Eu estou plenamente de acordo.

12804693_10206160339582619_7106355908141488380_n.j

 

Tags:


comentários

Sem imagem de perfil

De tric.Lebanon a 08.03.2016 às 00:48

"Dono da Altice apoia construção do Museu Judaico de Lisboa"
.
Museu Judaico!!!!??? a Portugal Telecom nas mãos dos Judeus!!!?? Brasil...Portugal tem que meter na Ordem o Brasil...os Militares Católicos do Brasil devem assumir o Controle daquele território português...Os Judeus andam a roubar os Portugueses no Brasil !!! o dono da Atice em forma de agradecimento do apoio judaico à tomada das telecomunicações portuguesas...
Sem imagem de perfil

De tric.Lebanon a 08.03.2016 às 01:18

Os Judeus estão envolvidos na queda dos Espírito Santo em Portugal e no Brasil !!?? Se sim, os Judeus são uma ameaça a Portugal...já eram...Jorge Sampaio, roubou dos Portugueses para dar aos Judeus, veja-se Macau...
Sem imagem de perfil

De Republica das bananas a 08.03.2016 às 16:35

Prendam este gajo.
É um perigoso maluco.
Não me admira que ande a preparar atentados violentos!
Sem imagem de perfil

De Algarve a 10.03.2016 às 19:17

Se queres saber quem é que está mesmo disposto a fazer mal é só mostrares-me o certificado de habilitações que eu digo logo se é um potencial terrorista/assassino ou não.Se for doutor ou engenheiro é quase de certeza.O tric é capaz de não ser,mas se for doutor fica de olho assim como em milhares de doutores no país,são todos iguais,se houver um diferente eu gostava de conhecer.
Sem imagem de perfil

De Republica das bananas a 12.03.2016 às 14:22

Oh "algarve", com todo o respeito, pela sua capacidade de reconhecer méritos e capacidades alheias, parece-me que anda aí uma enorme incapacidade de aceitar quem possa ter mais habilitações ou capacidades que você.
A isso, chama-se complexo de inferioridade, que eu quero acreditar, não seja o seu caso.
Eu, ao longo da minha vida, já privei com muitos licenciados respeitáveis e também com outros menos recomendáveis.
Mas isso, apenas é característica da raça humana e não dos canudo que se tenha!
Sem imagem de perfil

De Pois eu… a 08.03.2016 às 10:49

Também acho.
Enquanto por lá esteve, a Rainha de Inglaterra foi mais interventiva no seu País.
E…Camões usava uma gola “igual”.
Portantos…
Sem imagem de perfil

De Republica das bananas a 08.03.2016 às 16:36

Hoje, comemora-se o "Dia Internacional da Mulher".
Mas também festejamos o "Dia Nacional SEM Cavaco"!
Sem imagem de perfil

De Reaça a 09.03.2016 às 11:36

O Lebanon é que os topa!

Pena haver tantos ceguinhos que não topam merda nenhuma.

Esse tal de Lebanon devia deitar tudo cá para fora, que deve haver mais muitas coisinhas.
Sem imagem de perfil

De Reaça a 09.03.2016 às 11:39

Marcelo é um desperdício.

Marcelo são pérolas a porcos fora o povo que o elegeu.
Sem imagem de perfil

De Septuagenário a 10.03.2016 às 11:28

Embora não se goste, mas fica para a História a Ponte Vasco da Gama e a Expô 98 e o CCB.
Depois vieram os imitadores, os detractores, os banqueiros nas coxas, os empreiteiros impostores e os sanguessugas.
Aguentou os maquinistas, camionistas e sindicalistas, jornalistas, regionalistas norte sul e ilhas.
Aguentou os armadores e pescadores que queriam o dinheiro e o peixe.
Aguentou os agricultores que queriam os tomates tractores e Todo-o-Terreno.
Aguentou professores sem alunos, alunos sem professores. Aguentou greves porque sim, greves porque não.
Mas que vida!
Sem imagem de perfil

De CGS a 10.03.2016 às 12:33

Ontem, dia 9 de Março de 2016, tomou posse como PR (de todos os portugueses), o Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, eleito democraticamente.
Eu, como homem politicamente de esquerda (mas não do PCP/PEV ou BE), senti-me ofendido pela atitude dos grupos parlamentares da esquerda, que ostensivamente se mantiveram sentados, no momento da aclamação da AR.
É tempo de parar com estas atitudes que só nos dividem e nada resolvem!
Sem imagem de perfil

De A jogatana a 11.03.2016 às 13:08

Talvez PSD e PS estivessem desesperados em ver Cavaco pelas Costas.

Mas assistimos à cabeça baixa do Bloco e dos Comunistas.

Não seria por se ir embora o seu "bombo da festa"?
Sem imagem de perfil

De CGS a 11.03.2016 às 14:28

«Saúdo a representação legítima e plural da vontade popular expressa na Assembleia da República. E garanto a solidariedade institucional indefetível entre os dois únicos órgãos de soberania fundados no voto universal e direto de todo o Povo que somos. (...) O Presidente da República será, pois, um guardião permanente e escrupuloso da Constituição e dos seus valores, que, ao fim e ao cabo, são os valores da Nação que nos orgulhamos de ser. O valor do respeito da dignidade da pessoa humana, antes do mais. De pessoas de carne e osso. Que têm direito a serem livres, mas que têm igual direito a uma sociedade em que não haja, de modo dramaticamente persistente, dois milhões de pobres, mais de meio milhão em risco de pobreza, e, ainda, chocantes diferenças entre grupos, regiões e classes sociais.
(...) Dito de outra forma, o poder político democrático não deve impedir, nos seus excessos dirigistas, o dinamismo e o pluralismo de uma sociedade civil – tradicionalmente tão débil entre nós –, mas não pode demitir-se do seu papel definidor de regras, corretor de injustiças, penhor de níveis equitativos de bem-estar económico e social, em particular, para aqueles que a mão invisível apagou, subalternizou ou marginalizou. (...) Temos de cicatrizar feridas destes tão longos anos de sacrifícios, no fragilizar do tecido social, na perda de consensos de regime, na divisão entre hemisférios políticos.»

Marcelo Rebelo de Sousa



Não sabemos como será o mandato de Marcelo Rebelo de Sousa, empossado presidente da República.
Sabemos que será o mandato que Marcelo Rebelo de Sousa entender dever ser o seu.
De momento, assinale-se um discurso de tomada de posse que não desmerece, em diferentes passagens, o movimento de consciência colectiva que se ergueu, de forma crescente e diversa, contra a destruição e a iniquidade a que o país foi sujeito nos últimos anos.
Sem imagem de perfil

De silva a 13.03.2016 às 10:20

A vida de muita gente que o mandante da revista egoísta e com todos os negócios do Casino realizou o maior despedimento colectivo para seu beneficio destruindo a vida desta gente com a corrupção paga por OFFSHORES.

Comentar post


Pág. 1/2