Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




...

por Rodrigo Moita de Deus, em 13.09.16

Assim de repente não me lembro de sítio nenhum do qual Durão Barroso tenha conseguido sair bem.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De AB a 14.09.2016 às 13:16

Se há tipo que não gramo é Barroso. Também desprezo essa nulidade que é Constâncio, mas Barroso leva o prémio. Um homem que foi eleito para salvar uma situação complicada, chega ao poder, traça um quadro negro do que encontra, e depois pira-se, e quem ficar que feche a porta. Munido do imponente currículo de desertor - tal como essa outra maravilha portuguesa, Guterres - Barroso aterra na presidência da UE, onde se dedica à árdua tarefa de ser invisível e inconsequente.
Agora, munido dessa nulidade, e certamente duma agenda recheada de contactos a quem nunca incomodou, está na Goldmann, esse bastião de seriedade moral, como lóbista, que é a palavra técnica para "metedor de cunhas".
Começou no MRPP, o que leva a crer que Catarina Martins, que começou bem mais à direita, já deve andar a preparar os rascunhos da candidatura ao Citibank, JP Morgan, ou talvez ao Goldmann, que o Barroso deve precisar duma assistente que perceba de retórica maoista e afectos.
Sem imagem de perfil

De Fonix a 15.09.2016 às 11:11


Onde é que Guterres é comparável a Barroso??

Sem imagem de perfil

De AB a 15.09.2016 às 13:19

Nenhum deles cumpriu o mandato.
Sem imagem de perfil

De Fonix a 16.09.2016 às 11:32

Não “misture”, “beira da estrada” com, “estrada da beira”.
Sem imagem de perfil

De AB a 16.09.2016 às 13:33

Não creio estar a misturar. Nenhum deles terminou o mandato.

Comentar post