Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




...

por Rodrigo Moita de Deus, em 12.04.18

Curiosa entrevista de António Mexia ao Negócios. Entre outras coisas, lembra o óbvio: as rendas excessivas são do tempo em que o Estado era o principal acionista da EDP. Pois é. O estado autorizada uma empresa do Estado a pôr a mão no bolso dos cidadãos que o Estado devia proteger. E andamos nós a discutir o papel do estado...

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Raposo Tavares a 13.04.2018 às 15:05

Portanto, está na hora de o Estado português ter vergonha, por a mão na consciência e acabar com o roubo que o estado Chinês promove em terras lusas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.04.2018 às 14:24

Então a EDP quando foi vendida/oferecida aos chineses pelo governo de Passos Coelho não sabia quais seriam as sua obrigações para com o Estado português? Será que, com a preocupação de negociar tachos, como o de Catroga, de Arnaut, do marido da ministra e muitos outros, nem se lembraram do que era mais importante?

Comentar post