Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O fim da solidão

por Henrique Burnay, em 25.06.07
Se isto é mesmo assim, como o João Miguel Almeida conta:

Foi com surpresa que descobri, por exemplo, que o simplex eliminou as assinaturas do casamento civil. Acho esquisito. Um homem contrai um dos contratos mais importantes da sua vida e nem sequer assina. Dizem-me que a novidade vem de boa tradição, nomeadamente da boa fé dos anglo-saxões nos cidadãos.


O amigo do povo  é bem capaz de estar a ter uma bela ideia para acabar de vez com a solidão dos que querem casar, não importa com quem.

Não discuto a bondade da tradição, mas registo uma certa inconsequência face às dificuldades de divórcio vigentes em Portugal. Imagine o leitor solteiro que um desconhecido se apresenta numa conservatória com um bilhete de identidade falsificado, a passar por si, e uma mulher disposta a casar. De súbito, face à lei portuguesa, passa a estar casado e para se divorciar é uma embrulhada.

Força, almas solitárias, casai-vos com quem sempre sonhastes.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De David Silva a 25.06.2007 às 16:42

Realmente é isso mesmo que se passa (pude comprová-lo há 3 semanas). E acabaram-se também os editais referentes ao pretendido casamento.
MAS... na hora de pagar, paga-se bem, este Simplex!!
Sem imagem de perfil

De Leonel Vicente a 28.06.2007 às 09:25

Correcto e afirmativo!
Confirmo o que me foi transmitido também na Conservatória.

Comentar post