Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Meu querido, assim de repente, eu diria que a Opus Dei é uma organização privada, que procura reunir o que há de melhor nas sociedades onde está, em mérito, em trabalho, em dinheiro, em poder, e dar-lhe um sentido religioso da vida. Como é boa nisso, não precisa do Estado para nada. Aliás, em muitos domínios, substitui com vantagem o Estado. É óbvio que favorece e privilegia aqueles que a ela pertencem. Mas estavas à espera de quê, que favorecesse quem a ataca e desdenha? Eu não sou da Opus nem tenciono vir a ser. Mas a minha costela liberal e as minhas costelas capitalistas acham-na admirável.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Antonio de Almeida a 26.06.2007 às 19:37

-A Opus Dei ao que julgo saber, e o que sei é pouco, é uma organização de pessoas que partilham determinadas convicções, praticam actos de acordo com as suas opções, e naturalmente formam um lobby, poderoso, porque da organização fazem parte pessoas com poder, mas não me incomodam nada, desconheço que andem por aí a incomodar quem quer que seja, e se formam um lobby, são apenas mais um lobby de entre tantos que por aí existem! So what? Não vejo qual é o problema. Serem católicos? Se fossem Muçulmanos, Indus ou Judeus, o lobby teria mais razão de existir? Não faço parte, não quero fazer, não os incomodo, eles não me incomodam, tudo ok.
Sem imagem de perfil

De Pedro Lomba a 26.06.2007 às 20:07

"Não precisa do Estado para nada".

Também não exageres Eduardo.
Sem imagem de perfil

De caramelo a 27.06.2007 às 11:57

Pedro, mas é claro que a Opus não precisa do Estado para nada. Note que quando, por exemplo, o Eduardo diz que a Opus "favorece e priveligia aqueles que a ela pertence" estava a referir-se à venda de cilícios aos sócios a preços especiais.

Comentar post