Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




TORRE BELA RELOADED

por DBH, em 17.08.07

 

Hoje, em Agosto de 2007, Portugal assistiu a uma ocupação e destruição de uma propriedade privada, no acto selvagem na pior tradição do PREC:

 

"Cem activistas contra os organismos geneticamente modificados destruíram hoje um hectare de milho transgénico cultivado numa herdade em Silves, no Algarve.

"É disto que os meus filhos e mulher vivem. É a única fonte de rendimento. Se ceifarem este milho, eu morro à fome. Alguém tem de pagar este prejuízo", disse o agricultor, garantindo que tudo está legal e que a propriedade foi vistoriada pelo Ministério da Agricultura.

Luís Grifo, engenheiro técnico responsável pela cultura daquele milho, afirmou-se "repugnado" com a acção dos ambientalistas e garantiu que a seara foi vistoriada pela Direcção-Geral da Protecção das Culturas.

"Isto só se sabe que é milho transgénico que está aqui plantado porque foram cumpridas todas as regras de notificações e avisados os vizinhos", disse à Lusa Luís Grifo."

 

Mas quem são estes "filhos de Otelo", que, de cara tapada, destruíram um hectare de um agricultor privado?

 

 

A notícia esclarece: A acção foi promovida pelas associações ambientalistas Verde Eufémia e Almargem.

 

 

 

 A Associação Almargem é uma associação que participou, ainda no mês passado, nas jornadas do Bloco de Esquerda no Algarve (fotos supra). Esta Associação, com várias referências no esquerda.net, é supostamente uma entidade resposável, com um Departamento de Ecoturismo e tudo, que pertence ao Conselho Regional da CCDR Algarve, entre outras representações oficiais.

 

Uma coisa é ser contra os OGM, outra é, ilegalmente, destruir a propriedade privada para defender uma posição política.

O que pensa o Dr. Varejão Faria, presidente da CCDR Algarve, das acções ilegais e destrutivas destes membros do seu Conselho?

 

E a Dr-ª Isilda Varges Gomes, Governadora Civil de Faro, vai saber se a GNR identificou os "activistas de cara tapada" , depois de os expulsar, ou será que só acompanharam? 

Lembramos que os militares do Regimento Lanceiros 2 que apoiaram a ocupação da Torre Bela foram levados a Tribunal Militar...


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Cidadão Anonimo a 17.08.2007 às 16:18

Caríssimo Belford ,

Ao contrario do que o final do filme anuncia, NENHUM dos elementos presentes no mesmo filme, ou de quaisquer outra Unidade Militar foi levado a Tribunal, muito menos a Concelho de Guerra. Foi tudo passado à reserva por Ordem de Serviço.

Segundo, não confundir Unidades da Escola Pratica de Cavalaria com Forças Blindadas como a "Traila " pomposamente anuncia.

Terceiro, se fossem levadas a tribunal, ainda por cima em pleno rescaldo, já imaginou o granel que seria ? Assim foi em tudo semelhante ao actual "Governar por Decreto-Lei", que é muito mais discreto. Alem de que se tivessem sido levados a tribunal seria um tão elevado numero de Processos que se tornaria Contraproducente.

Melhores cumprimentos,
Imagem de perfil

De DBH a 17.08.2007 às 16:22

Caríssimo Anónimo,

Se não foram deviam ter sido. Resta o que se passou hoje, anos após o "rescaldo".

Comentar post