Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ando divertidíssimo com a histeria colectiva que a nossa selecção de Rugby anda a provocar. Subitamente, as pessoas que tanto criticam os nossos jogadores de futebol quando estes perdem meias-finais de mundiais, finais de Europeus ou pouco se excitam com vitórias dos nossos clubes em grandes competições internacionais resolvem glorificar uns rapazes que vão levar cabazadas ao mundial da modalidade. Para tal, basta uma boa campanha de marketing, umas declarações grandiloquentes sobre a pátria, umas lagrimitas durante o hino e já está.

A mais risível das coisas é justificar as, mais que previsíveis, derrotas humilhantes com o “grande” argumento de que aqueles rapazes são amadores. E então?

Confesso não sentir ponta de orgulho em ver uns escoceses a dar baile a meus conterrâneos ou ver declarações em que se diz que sofrer menos de 100 pontos contra a Nova Zelândia é fonte de orgulho...  

Misturar desporto de alta competição com patriotismos bacocos do tipo bandeirinha à janela ou esta estupidez que está a rodear o mundial de Rugby é de ir às lágrimas.

 

Como fervoroso amante desta modalidade dá-me vontade de rir ver gente, que nem sabe as regras deste fantástico jogo, fazer comentários “inteligentíssimos” sobre a importância do sangue lusitano nas placagens... por favor...

 

(O comentador do jogo de hoje – que me fez lembrar os jogos do Mundial de Hóquei em Patins em que Portugal dava para cima de vinte a zero a uns tristes que lá iam fazer figura de bombos da festa – ao ver dois rapazes argentinos, que jogam por Portugal, não deixou de entrar na vaga de insanidade geral e enalteceu o patriotismo (argentino ? português ?) deles.)


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Ana Matos Pires a 09.09.2007 às 22:47

Bem, que ataque de mau feitio, Pedrinho.
Sem imagem de perfil

De alguem a 09.09.2007 às 22:55

na mouche.
Sem imagem de perfil

De formigapreta a 09.09.2007 às 23:33

Há muitos anos, vi a equipa (de futebol) da minha terra, que estava nos distritais, levar 7 a 0 do Beira-Mar.Aplaudimo-los longamente!!! Pagavam os lanches, as deslocações e até parte do equipamento.
Se estes do rugby são amadores e os outros super-profissionais, se dão o corpo como os forcados, mesmo sabendo que o toiro não é pegável, então...
Sem imagem de perfil

De Lourenço França a 10.09.2007 às 00:15

Certamente é um "amante fervoroso" da modalidade per se, e não do Rugby nacional. O post colocado é, sem sombra de dúvida, de alguém que desconhe por completo o fenómeno desportivo em Portugal. Que ignora o amadorismo (super-profissional) dos atletas - independentemente da modlidade - que representam o país nas mais diversas competições, que apenas auferem prejuízos pessoais nas suas vidas académicas e profissionais, treinando nas mais adversas condições e sem apoios.
Enaltecer as amélias que tudo têm (ordenados milionários, mesmo quando representam Portugal - sim, porque são amélias bem pagas que não calçam a chuteira para jogar pelo seu país sem os bolsos bem quentes), não deixam, muitas das vezes, metade do empenho, suór e esforço que estes amadores do Rubgy hoje demonstraram. É por isso que as amélias milionárias perdem por vezes com equipas amadoras em jogos da Selecção.
E já agora, o ratio de praticantes de Futebol em Portugal (desporto nacional) pode ser comparado ao mesmo número observado nas nossas antípodas em relação ao Rugby (desporto nacional) - mas eu ainda não vi Portugal Campeão do Mundo de Futebol (no Rugby este é só o sexto Campeonato do Mundo... e adivinhe quem ganhou o primeiro). Os mesmo tipos de preto que são os únicos a estarem presentes em todas as meias finais de mundiais. Humm, Portugal esteve presente em quantas meias finais do Camp. do Mundo de Futebol?
Comparados com os Lobos, são de facto umas amélias (sempre com minúscula). Talvez em 66 não fossem, mas estas estrelas de agora?...
Sem imagem de perfil

De David Silva a 10.09.2007 às 01:34

Coitadinhos dos meninos, andam nas ruas da amargura, aprenderam a jogar na rua, descalços e meios despidos...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.09.2007 às 01:34

Nunca joguei, nem quis jogar rugby e joguei muito e gosto muito de futebol.
Tenho muito mais orgulho nos gajos do rugby do que na coisa a que chamam selecção de futebol.
No futebol há, nalguns casos, algum talento (por aproveitar), num caso (Petit) uma entrega exemplar, mas sendo profissionais e com toda aquela estrutura (por causa do podre que ela é desde há muito), falta-lhes profissionalismo.
Ao rugby falta-lhes experiência de jogos com os melhores, condições de treino, são amadores, mas encaram isto com o maior dos profissionalismos.
Uma selecção de futebol com as condições do rugby seria uma risível vergonha, uma selecção de rugby com as condições do futebol seria (já é) um exemplo. Nesse caso um exemplo de excelência, neste caso um exemplo de atitude. Do desporto é isso que se espera!

p.s.- o problema do futebol é acima de tudo um problema de carácter de dirigentes e treinadores (e os que lá andaram antes deste scolari, excepção ao Humberto Coelho, que por isso foi corrido, eram piores). Tivesse o rugby as condições económicas para atrair estes gajos desejosos de notariedade (a má fama também lhes serve), sem capacidades de a obterem por algum mérito próprio e seria a mesma palhaçada.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.09.2007 às 01:37

E certamnete os tais Argentinos demonstraram muito mais brio do que o deco e o pepe! E menos dopping, espera-se!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.09.2007 às 13:15

Então o problema é, como de costume o fcp.
Esses filhos da puta não dizem que o porto é uma nação? (o fcp é de certeza um albergue de gatunos , de chulos e de putas - perdão, alternadeiras é o termo localmente correcto). Claro que a pátria deles não é Portugal, por isso quando alguma coisa não está ao serviço das suas desonestidades e pequenos egos não lhes apela ao patriotismo. Não querem ver o que até os franceses (!) vêm, mas com a falta de vergonha na cara acham-se com a capacidade de virem tentar manipular e distorcer os factos, porque como sabem dizer duas palavras lá na parvónia deles são uns senhores, uns engenheiros, carago, uns doutores...
Se calhar são só uns corruptos, uns canalhas e uns traidores, aprendizes de bimbos da bosta, o seu grande modelo de carácter. Disso sim, têm orgulho. Achar que ganham, quando toda a gente sabe que roubam, isso já não os envergonha! Isso sim é um exemplo. Gostos... que dizem tudo sobre o tipo de gente que são!

Imagem de perfil

De Pedro Marques Lopes a 10.09.2007 às 15:14

Caro Anónimo,
Fico agradecido por ter interrompido a busca do seu paizinho para poder comentar o meu post.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.09.2007 às 15:31

Fica descansado que não ando à procura de ninguém, estás enganado (outra vez!), isso de sermos todos irmãos é só uma figura de estilo, não sou teu irmão!
Sem imagem de perfil

De Pedro Matias a 10.09.2007 às 15:49

Com tanta e boa gente aqui por este blog, logo tinha que ser Sua Excelência a comentar o "feito" dos Lobos. Infelicidade enorme (talvez mais para mim) que faz com que deixe de ser assiduo leitor deste espaço!

Talvez as "amélias" não vão ao Europeu embora os "machos" estejam no Mundial, talvez as "amelias" não vão ao Europeu por causa das Armenias e outras tais, e os "machos" (que infeliz termo) saiam do Mundial derrotados pela Escocia e Nova Zelandia!

Estou em crer que os Lobos correm tanto ou mais pela Selecção do que nos seus clubes (estranho pois contrapartidas são poucas ou nenhumas, basta avaliar atitude das Amélias para vermos como eles, os Lobos, estão errados)

Escrever desta forma sobre algo, que de todo poderá ser interpretado desta forma deturpada, poderá querer dizer duas coisas: ou o amigo tem algum problema com os machos ou um amor desmedido pelas amélias!
Sem imagem de perfil

De Rui S. de Oliveira a 10.09.2007 às 16:26

Se é um fervoroso amante desta modalidade devia enaltecer o feito da nossa Selecção de rugby. Sim, a grande maioria dos nossos jogadores são amadores. Mesmo o sendo, eliminaram selecções de outros países para estarem presentes neste Mundial O espírito do rugby - preserverança , combatitividade e companheirismo - está bem presente nesta selecção.
Mas não está na sua cabeça de fervoroso amante da modalidade, que de regras pode preceber tudo, mas do jogo não! Talvez por ser tão fervoroso amante prefira Amélias " (que não têm ganho jogos, mas sim prémios de jogo). Mas gostava de o ver ser "macho" e jogar rugby, só pelo prazer de jogar.
Bacoco é você!
Sem imagem de perfil

De jeremias a 10.09.2007 às 22:31

vai-ta foder!
Sem imagem de perfil

De Rui Silva a 11.09.2007 às 00:03

O gajo que escreveu este post é um palhaço.

és estupido e és ignorante... mereces as Amélias que tens.
Imagem de perfil

De Pedro Marques Lopes a 11.09.2007 às 12:23

Um beijo para ti meu docinho
Sem imagem de perfil

De Rui Silva a 11.09.2007 às 13:44

Igualmente, amorzinho :)
Sem imagem de perfil

De Sandro Cardoso a 17.03.2008 às 17:21

Caro Pedro Marques Lopes, você é o maior..

Comentar post


Pág. 1/2