Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




acreditar

por João Ferreira do Amaral, em 18.09.15

As últimas sondagens apontam para um empate entre a Coligação e o PS na casa dos 35%. Portanto, o voto dos actuais indecisos vai ser determinante para o desfecho da eleição.

A tarefa do PS é mais complexa: Tem de apelar ao voto útil à esquerda sem que o discurso assuste e afaste os eleitores do centro, onde estão os indecisos.

É um cenário semelhante ao das eleições de Maio no Reino Unido. Por lá, conservadores e trabalhistas partiram também empatados mas, durante a campanha, o eleitorado compreendeu que a alternativa de Miliband era na realidade uma mão cheia de nada e reforçou a maioria de Cameron.

Mesmo considerando que os círculos plurinominais tornam mais difícil a obtenção da maioria absoluta, o caso britânico serve para ilustrar que uma boa campanha - séria, esclarecedora e humilde - pode levar Passos Coelho e Portas a alcançar aquilo que, há uns meses atrás, todos consideravam impossível.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Algarve a 18.09.2015 às 19:18

Parece impossível,depois de tudo o que o PSD fez ainda conseguirem ganhar as eleições é impressionante.O bom para os portugueses era que o PS subisse nas sondagens,a seguir o PPC prometia baixar os impostos porque já estamos no nível BB,ficava empatado com Costa e a seguir prometia retirar as portagens nas autoestradas e acabar com a taxa dos sacos de plástico!Pelo menos riamos um bom bocado com as eleições e com tanta mentira,assim está-se a tornar monótono.
Sem imagem de perfil

De queima beatas a 18.09.2015 às 23:18

Costa pulgas. Por muito menos mandou Seguro sacudir-se. Baba de baboso não mata que se farta a não ser ao próprio.
Sem imagem de perfil

De queima beatas a 19.09.2015 às 02:05

Sei que não é assunto para aqui chamado, mas acabando de ver "Isso é tudo muito bonito" tinha que descarregar a minha ira para aliviar o martelar do malho durante a noite.
Miseravelmente perdido um candidato a 1º ministro que vai a um programa de humor com a intenção estudada de fazer um comício de redenção a sério.
Sem imagem de perfil

De BELIAL a 19.09.2015 às 08:45

Os indecisos não serão os envergonhados que não ousam dizer em quem votam?

Uma "minoria silenciosa"?

No UK, por exemplo...

Uma coisa é certa, o voto da função pública foi perdido pela coligação, com o aumento de 35 para 40h.

Big, big mistake.

Amocharam com sócrates e com a coligação, nas subtrações remuneratórias.

Amocham até um certo ponto, mas aumentar-lhes o horário de trabalho...

E o sr costa a acenar-lhes com a redução horária de imediato...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.09.2015 às 11:03

Não é que isso tenha grande importância...
Mas em casa de ferreira espeto de pau.
Não teve tempo de ver e ouvir a sondagem diária da RTP1
Nem para ler isto...
http://www.publico.pt/economia/noticia/standard--poors-sobe-rating-portugues-1708246
Já sabemos que não podemos ler tudo... mas podemos postar tudo o que nos interessa.

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.09.2015 às 11:38

Diz o texto: "A tarefa do PS é mais complexa: Tem de apelar ao voto útil à esquerda sem que o discurso assuste e afaste os eleitores do centro, onde estão os indecisos."

Para tornar a tarefa ainda mais complexa (e a vida dos portugueses também), Costa ligou o complicómetro com este discurso varoufakiano - diz que vai inviabilizar o orçamento se perder as eleições...

http://www.jornaldenegocios.pt/economia/politica/eleicoes/legislativas/detalhe/antonio_costa_vai_inviabilizar_orcamento_se_perder_as_eleicoes.html
Sem imagem de perfil

De Elvas Badaloz à Vista a 19.09.2015 às 11:41

Antes de pensares ir a Olivença passa por aqui para lhes levar as boas novas

https://www.facebook.com/rui.horta.3

Sem imagem de perfil

De Reaça a 20.09.2015 às 17:27

Qual o partido da Joana???

Vou votar na Joana, sem veu, sem avental, tal como a Eva da Bíblia.

Agora que as mussulmanas precisam de de alguem que as oriente nesta Europa toda rota, viva a Joana.
Sem imagem de perfil

De Corvo a 20.09.2015 às 23:53

Uma campanha séria esclarecedora e humilde , feita pelos dois estarolas Passos e Portas....só pode estar a candidatar-se a ser concorrente do Inimigo Público.

Comentar post