Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 01.04.18

Em Janeiro deste ano o governo proibiu os ajustes diretos acima dos 20 mil euros. Isto em nome da transparência, ética e coiso e tal. Três meses depois o mesmo governo estava a fazer um ajuste direto de 1 milhão de euros. Isto porque, desde 2015, que se têm esquecido de abrir concurso para comprar pulseiras eletrónicas. Segue-se um outro ajuste direto. Desta vez umas dezenas de milhões de euros para ter meios aéreos a tempo. Ainda bem que a lei mudou em Janeiro.   

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Paulo Gonçalves a 01.04.2018 às 20:48

Boa Rodrigo! Porrada neles! E venha de lá esse post sobre a eficácia do exército esraelita, já limparam o sebo a 16 palestinianos e com balas de borracha! Mais nada. Benjamin Netanyahu já felicitou o exército. Faltam as nossas felicitações, bora lá Rodrigo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.04.2018 às 15:03

Triste. És um triste, pá!
Sem imagem de perfil

De José Domingos a 02.04.2018 às 13:08

Pareceu-me ver uns artistas, de circo que costumavam estar com o pinto de suza, antes da bancarrota, é que estes vendedores de banha da cobra, não devem ter perdido a prática.
Perfil Facebook

De Rão Arques a 03.04.2018 às 09:17

Entre tanto ajuste direto ninguém põe o governo a arder?
Imagem de perfil

De aarmar a 03.04.2018 às 09:21

Entre tanto ajuste direto ninguém põe o governo a arder?

Comentar post