Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Media e redes sociais: as curvas (VI)

por Augusto Moita de Deus, em 24.04.18

A curva das notícias que teimam em não desaparecer 

4f9c57df08b0b336638574b9eda112b574243745 copy 2.jp

Eu sei que no news is good news, mas começo a ter saudades de new news. Os bancos maus, o défice, a Síria, o facebook*, os emails do Francisco J. Marques, a operação Marquês, a lentidão da Justiça, o Presidente Donald Trump que todas as semanas enfrenta uma semana terrível, as fake news. Sempre as mesmas notícias, que aparecem e desaparecem e que depois reaparecem uns dias ou semanas mais à frente. Secante.

 

Da mesma série: a curva da indignaçãoa curva do entusiasmoa curva do escândaloa curva das tragédias, a curva das conversas.

 

*O horrível facebook... donde depois ninguém sai, excepto Elon Musk e Bruno de Carvalho. Bruno de Carvalho que nisso faz lembrar aquele indivíduo que afirmava que largar o tabaco era muito fácil... "Deixar de fumar? Muito fácil! Já deixei de fumar centenas de vezes!!!"

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Imagem de perfil

De Augusto Moita de Deus a 24.04.2018 às 15:39

O gráfico representado é o da função secante(x), que é o inverso da função co-seno(x).
Sem imagem de perfil

De AMS a 06.05.2018 às 04:03

É mesmo Secante principalmente em se tratando dos incêndios que te esqueceste de referir. Juro que cheguei a julgar por duas ou três vezes, em que o "chouriço" era maior, que era a minha televisão que estava a arder. Olha se tinha pegado num balde com água... Imagina.

Comentar post