Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Que País é este?

por Moedas, em 01.10.10

Que País é este, em que uma empresa privada passa as responsabilidades com planos de pensões regulamentares e respectivos Fundos de Pensões para o Estado sem que ninguém se revolte? Que país é este em que ninguém vê que atrás dessa receita estamos mais uma vez a endividar o futuro dos nossos filhos? Será que alguém nos explicará a verdadeira mecânica desta habilidade contabilística, que apenas troca receita presente por responsabilidades futuras?

 

Porque será que os accionistas da PT na grande maioria privados e muitos estrangeiros não se opõem a esta medida? Será que é porque querem ajudar o país ou será apenas um bom negócio para eles? Porque não nacionalizar todos os fundos de pensões das empresas privadas em Portugal? Isso geraria mais receita. Certo?

 

Sempre defendi que uma das grandes causas da crise actual global foi o produto das chamadas habilidades contabilísticas, mais conhecidas como “off-balance-sheet- tricks”. Isto é, maneiras de colocar fora do balanço dívidas e responsabilidades futuras. Foi  esse o caso das securitizações sub-prime, que mais não eram do que uma maneira de retirar discretamente as dívidas dos balanços dos bancos, dos sale-and-lease-backs imobiliários, que transformam dívida presente em rendas futuras e tantos outros instrumentos que apenas escondiam a verdadeira situação das empresas. Esta receita extraordinária para o estado cheira-me ao mesmo, cheira-me a chutar para à frente, cheira-me a uma geração que só pensa em si e num presente que já não existe. Chegou a hora de pedir contas a uma geração que nunca resolveu nada, apenas empurrou com a barriga.

É triste!

por Moedas, em 02.07.10

Estava ontem sentado na sala a fazer zapping televisivo, quando me deparo com um programa chamado "Corredor do Poder" em que cinco jovens políticos davam a sua opinião sobre a actual polémica da Golden Share do Estado na PT. Fiquei deprimido com o programa e tentei imaginar um país em que de 5 políticos, ainda por cima jovens, 4 defendiam determinadamente a utilização da Golden Share. Três deles à esquerda porque acham que nacionalizar é bom, aliás a prova está nas excelentes administrações repletas de políticos, que destruíram muitas das nossas empresas no período pós-revolucionário. Esses mesmo políticos que continuam fazer excelentes papéis como representantes nas empresas privadas a que o estado tem acesso. Sim, nacionalizar é colocar os amigos à frente das empresas a gastar o dinheiro dos contribuintes (obviamente por razões estratégicas). Sim, o nosso dinheiro!! Porque será que a esquerda não percebe isso?! Mas o que mais me chocou, foi que o representante do CDS também defendia o uso da Golden Share. Imagine-se o partido mais à direita em Portugal a defender a Golden Share!! Sim, porque estar na Vivo é estratégico.  Obviamente, nenhum Brasileiro sabe que a PT existe no Brasil e os poucos que sabem estão conscientes que quem manda na Vivo é e sempre foi a Telefónica. Sim, porque como os outros países já utilizaram Golden Shares nós devemos utilizá-las. É como dizer que porque os outros roubam nós também podemos e/ou devemos roubar. Será que estamos conscientes que esta oferta da Telefónica correspondia a mais de três vezes o valor da Vivo em Maio quando a Telefonica anunciou a primeira oferta e 98% do valor de mercado da Portugal Telecom? Seguramente, o valor que a PT poderia extrair da Vivo através desta oferta nunca voltará a ser tão elevado. Mas claro, tudo isto é estratégico. Devemos explicar ao leitor mais desatento que, em Portugal, estratégico para os políticos significa a possibilidade de futuros lugares na administração das empresas!




Posts mais comentados


subscrever feeds